Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Inscritas mais de seis mil crianças da 1ª classe na província de Maputo

As matrículas da 1ª classe para 2014, que decorrem desde 01 de Outubro em curso, em Moçambique, registam uma afluência considerável dos pais e encarregados de educação na província de Maputo, contrarimente ao que acontece na capital do país, nas cidades de Nampula, Quelimane, Cuamba, no distrito de Gúruè e outros pontos escalados pelo @Verdade.

No município da Matola, na Escola Primária Completa 30 de Janeiro, das 400 vagas disponíveis – correspondentes a oito turmas – foram preenchidas pelo menos 162, segundo o director daquela desta instituição, Milton Fernando Mucuanga. Este diz que o processo decorre normalmente.

Ao nosso Jornal, a directora da Escola Primária Completa Patrice Lumumba, Florência Maniate, já foram inscritos 288 petizes, das 600 vagas existentes. Contrariamente ao que acontece noutros pontos do país, os pais e encarregados de educação estão matricular os seus filho mas não em níveis satisfatórios.

A Direcção Provincial da Educação e Cultura refere que de 10 de Outubro em curso a esta parte, a os estabelecimentos de ensino matricularam 6.800 crianças, das 49.493 vagas disponíveis para o ano lectivo de 2014.

O chefe do Departamento Pedagógico naquela instituição do Estado, Silvestre Dava, disse-nos que os distritos de Manhiça, Namaacha e Matutuine são os que registam um baixo índice de inscrições, pois os pais têm o hábito de deixar tudo para os últimos dias. “Parece-me que estas pessoas (os pais) estão mais preocupadas com o lar, a pesca, o pasto e não com os estudos”.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!