Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Iniciativa presidencial está em marcha em Murrupula

Lideres comunitários no distrito de Murrupula estão determinados em cumprir a exortação do Chefe do Estado, Armando Guebuza, no sentido de cada membro daquela autoridade tradicional possuir uma floresta na sua zona de influência. E, no quadro da iniciativa, teve início, esta semana, o plantio de mudas de chanfuta, espécie nativa que começa a escassear naquela região devido sobretudo às incursões de operadores florestais furtivos que devastam o recurso sem, no entanto, garantir a sua reposição.

Falando em nome dos dezasseis líderes comunitários de Murrupula. o régulo Mucarre destacou que a desmatação tomou conta do distrito e, para inverter o actual quadro, todas comunidades foram mobilizadas no sentido de fazer parte do processo porque precisamos de explicar aos jovens em particular a importância dos recursos florestais madeireiros no contexto da sua contribuição para as receitas do Estado bem como para a construção de mobiliário para apetrechar as escolas em que eles se formam para a vida futura.

Segundo o régulo Mucarre, o esforço de reposição dos recursos florestais abatidos deve ser complementado com a fiscalização rigorosa por forma a conter as incursões dos operadores furtivos que recorrem a várias artimanhas para escapar do controlo montado pelas autoridades governamentais com o apoio das comunidades.

A administradora do distrito, Alzira Manhiça, referiu que esta experiência de criação de florestas com espécies nativas cujo controlo foi confiado às autoridades tradicionais, vai privilegiar, numa primeira fase, a chanfuta, pois o recurso exige água em abundância que pode ser aproveitada da chuva que se regista de modo satisfatório em todo distrito. Ajuntou que um dos três operadores florestais que ontem colocou à disposição 30 chapas de zinco para a cobertura de uma escola em construção na zona de Mucarre, está empenhado no reflorestamento das áreas onde opera com intuito de garantir a reposição dos recursos abatidos.

O distrito de Murrupula é atravessado pelo corredor rodoviário que liga o centro ao norte do país. Os operadores florestais furtivos disfarçam aos fiscais posicionados nos postos de controlo que a madeira que escoam para o porto de Nacala é de proveniência dos distritos limítrofes da província da Zambézia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!