Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Indiano decapita filha depois de acusá-la de desonrar a família

Um indiano que decapitou a filha com uma espada disse não estar arrependido do crime. Oghad Singh cometeu o homicídio no domingo, dia 17, e entregou-se à polícia com a cabeça da filha numa mão e uma espada cerimonial na outra.

Segundo as autoridades, o homem cometeu o crime num acesso de fúria pelos relacionamentos da jovem de 20 anos com homens.

A polícia afirmou que o pai, que trabalha na mineração de mármore, acusou a filha de trazer “desonra” para a família e dificultar a tarefa de encontrar maridos para as suas duas irmãs que ainda não se casaram.

O crime deixou em choque a população da vila de Dungarji, no noroeste da Índia. Os vizinhos condenaram as atitudes extremas do pai. Eles disseram que o pai rondou a vizinhança com a camiseta encharcada de sangue e a cabeça da filha nas suas mãos para contar o que tinha feito.

“Ele disse-me que pegou na espada e, quando a filha se encontrava sozinha em casa, decapitou-a com um único ataque e a cabeça caiu no chão”, disse Narayan Singh, um parente distante da família.

A testemunha disse que convenceu o homem a render-se e levou-o de moto até a esquadra. A polícia acusou prontamente Oghad Singh, que ainda carregava a cabeça da filha e a espada.

A polícia descreveu a vida recente de Kanwar como difícil e não ortodoxa para a tradicional comunidade de mil habitantes, que se localiza nas proximidades da cidade turística de Udaipur. Há dois anos, ela deixou o seu marido, com quem contraiu matrimónio num casamento arranjado, e voltou a morar com os seus pais.

Recentemente, ela teria começado a sair com vários homens, o que deixou o seu pai “enojado”, disse o vice-superintendente de polícia Umesh Ojha. “Oghad disse que estava farto do estilo de vida da sua filha”. Quando Kanwar fugiu com um homem há duas semanas, o pai obrigou-a a voltar para casa e matou-a.

A Índia é considerada um dos piores países do mundo para as mulheres. Segundo um estudo recente da ONU, é a pior entre as 20 maiores economias do mundo. O casamento arranjado é uma prática comum em regiões tribais, onde crimes contra as mulheres também são minimizados.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!