Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Imprensa italiana se desmancha em elogios ao Inter e Mourinho

Mourinho

A imprensa italiana está repleta de elogios esta quinta-feira ao Inter de Milão e ao técnico do clube, o português José Mourinho, após a classificação da equipe para a final da Liga dos Campeões, apesar da derrota de 1-0 para o Barcelona no jogo da segunda mão das semifinais contra o Barcelona. “Inter, muro de glória” é a manchete da Gazzetta dello Sport, que destaca a atuação da equipe mesmo com 10 jogadores a maior parte do tempo (o brasileiro Thiago Motta aos 28 minutos). Apesar da derrota, o Inter passou à final graças à vitória de 3-1 no jogo de Milão.

Para o jornal esportivo, que cita um “Inter épico”, com uma recompensa merecida para os “leões heróicos de Mourinho”. “A equipe se classificou graças à força de uma extraordinária defesa, mas o mérito é de toda a equipe, que demonstrou até que ponto era importante o sacrifício de cada um, começando pelos atacantes”, afirma a Gazzetta.

No Corriere della Sera, o jornalista Mario Sconcerti aponta que a classificação é “antes de tudo mérito de Mourinho”. “O Barcelona é previsível como todos os gênios, Michelangelo pinta como Michelangelo, Picasso como Picasso”, destacou, antes de completar que Mourinho “respeitou o futebol”.

No mesmo jornal, um dos enviados especiais ao Camp Nou compara o técnico português ao coronel Kilgore, personagem do filme sobre a guerra do Vietnã “Apocalypse Now”, que dizia adorar o “cheiro de napalm de manhã”.

O La Repubblica cita a “doce derrota” do clube de Milão, que não chegava à final da Champions desde 1972. “Um triunfo mais que merecido. Mais que a vitória do antigo futebol ao estilo italiano se trata da dura derrota do futebol do Barcelona”, afirma o colunista Gianni Mura. “Não vimos Ibrahimovic, Messi tampouco”, destaca o La Stampa, para o qual “por uma vez, a ‘Pulga’ (apelido de Messi), o maior do mundo, se transformou no menor”. O jornal destaca ainda as atuações dos defesas Lúcio e Samuel, “os gêmeos gigantes”.

Já na Espanha, a imprensa de Barcelona lamenta a eliminação e o fato de que a equipe não terá a chance de disputar a final da Liga dos Campeões em 22 de maio no estádio Santiago Bernabéu, campo do grande rival, Real Madrid. “Adeus Bernabéu, adeus”, afirma El Periódico de Catalunya, assim como o catalão La Vanguardia (“Adiós Bernabéu”).

Já a imprensa de Madri não esconde o alívio de escapar da humilhação de ver o Barça disputar a final em seu reduto. “Cibeles, dorme tranquila”, afirma o AS, em referência à praça onde os adeptos do Real Madrid celebram os seus triunfos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!