Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Imprensa britânica mostra-se duríssima com guarda-redes Green depois do “frango”

O guarda-redes inglês Robert Green foi o grande destaque da imprensa britânica este domingo depois do ‘frango’ na estreia, este sábado, no Mundial de 2010, que tirou a vitória da Inglaterra, obrigada a conformar-se com um empate diante dos Estados Uniods (1-1).

Dois jornais, o News of the World e o Sunday Mirror, retrataram a ação infeliz do guarda-redes do West Ham com fotos em sequência e com o título “Hand of Clod” (algo como mãos de estúpido), usando um jogo de palavras com a célebre frase “Hand of God” (mão de Deus).

Os jornais ingleses somaram Green à lista das ações infelizes que fragilizaram a baliza inglesa nos últimos anos, formada por David Seaman, David James, Paul Robinson e Scott Carson. “Erro de Green mancha o início do sonho”, disse o News of the World. “Depois disto, Fabio Capello será forçado a reconsiderar suas opções”, escreveu.

“Luvas envenenadas”, definiu o Sunday Mirror. “O pior de todos os tempos”, acrescentou noutra manchete.

Segundo The Mail on Sunday, foi “um começo de pesadelo”. “A campanha da Inglaterra no Mundial começou à noite de forma familiar: decepcionante”, acrescentou”.

Para o Independent on Sunday, tudo foi arruinado por causa de Green. Foi “uma dessas partidas frustrantes de estreia da Inglaterra, depois de uma grande preparação para um torneio maior”, destacou o jornal.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!