Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

IFAPA gradua 390 técnicos para região sul

O Aparelho do Estado de Moçambique passa a contar com mais 390 técnicos médios em Administração Pública e Autárquica graduados, hoje, pelo Instituto de Formação em Administração Pública e Autárquica (IFAPA) de Maputo.

Trata-se de 157 formandos do curso regular e 233 técnicos que beneficiaram do curso modular, ambos grupos treinados por aquela instituição pública vocacionada a formação de funcionários do Aparelho do Estado.

Os graduados são funcionários do Estado em exercício das suas funções nos diversos sectores governamentais das províncias de Maputo, Gaza e Inhambane Falando durante a cerimónia de graduação destes técnicos, o vice-ministro da Função Pública, Abdulremane Lino, disse que os recém-graduados vão contribuir para o cumprimento dos objectivos da segunda fase da reforma do sector público.

“A vossa obrigação é de pautarem por uma conduta de profissionalismo, ética e responsabilidade, no exercício das vossas funções, e evitarem práticas impróprias para um funcionário do Aparelho do Estado”, disse Lino.

Segundo o governante, a actividade do IFAPA permitiu o aumento do número de funcionários com nível médio e, consequentemente a redução do número de funcionários com o nível básico de 80 por cento, em 2000, para os actuais 67 por cento do efectivo total de 167 mil trabalhadores.

Ainda este mês, cerca de 500 funcionários afectos ao Aparelho do Estado em 20 dos 128 distritos do país iniciaram cursos à distância de formação nessa área.

Por seu turno, a directora do IFAPA, Marta Langa, considerou que os recém formados irão reforçar a capacidade técnica da Administração Pública do país, contribuindo para a melhoria da qualidade de serviços prestados ao cidadão.

Ela disse que a introdução, em 1999, do regime semestral do curso regular, do modular em 2002, e do ensino a distância para os funcionários afectos aos distritos, veio dar uma nova dinâmica ao sistema de formação profissional em Administração Pública e Autárquica.

“O IFAPA Maputo passou de 200 formandos, em 1999, para os actuais 1400”, disse ela, acrescentando que, desde 1999, o IFAPA Maputo conduziu 18 cursos regulares e três modulares, tendo graduado um total de 2567 formandos.

Na sua maioria, estes formandos estão agora afectos aos órgãos de Administração do Estado, exercendo funções de direcção e chefia nos diversos níveis da Administração Pública.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!