Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Holanda 1 – Japão 0: O que eles disseram depois do jogo

“Depois de ganhar duas partidas, você pode ficar satisfeito. Mas temos condições de jogar melhor e precisamos fazer isso. Somos autocríticos e vamos continuar realistas.” Bert van Marwijk, técnico da Holanda.

“Estamos satisfeitos por termos ganhado as duas partidas. Já sabíamos que seria um jogo difícil, pois a equipe deles corre muito. No primeiro tempo, deixamos a bola correr bastante. Na segunda etapa, continuamos a fazer isso. As chances apareceram e conseguimos aproveitar uma delas. Acertei um bom chute e a bola pegou muita força. Estou feliz que ela tenha entrado. Ainda não mostramos o nosso melhor futebol, mas precisamos ficar contentes por termos conquistado seis pontos em dois jogos. Há outras grandes seleções que não conseguiram isso.” Wesley Sneijder, médio-atacante da Holanda eleito melhor do Jogo.

“Aqui o que importa é a vitória. Com mais esses três pontos, aproximamo-nos mais do nosso objetivo de passar para a próxima fase. Esperamos que o resultado da partida de hoje à tarde seja o suficiente para garantir a nossa classificação, sem que tenhamos de nos preocupar com o terceiro jogo.” Giovanni van Bronckhorst, capitão da Holanda.

“Queríamos vencer a partida. O Japão jogou muito defensivamente e não esperávamos por isso. Achávamos que eles atacariam mais. Foi um jogo de paciência. Sabíamos que, se tivéssemos paciência, conseguiríamos chegar ao golo de alguma forma. Depois só precisaríamos administrar o 1 a 0, mas poderíamos ter ampliado o placar num dos nossos contra-ataques.” Mark van Bommel, médio da Holanda.

“Os nossos jogadores tentaram de tudo, mas não conseguimos derrotar a Holanda. Peço desculpas aos adeptos.” Takeshi Okada, técnico do Japão.

“Perdemos, mas foi um bom jogo. Havíamos perdido um amistoso diante deles no ano passado, então, mudamos nossa tática e jogamos melhor. Estamos num grupo difícil, dentro do qual todas as equipes têm condição de chegar às oitavas de final. A derrota deixa este grupo ainda mais complicado. Mas, apesar do resultado, nossa confiança aumenta por causa do nosso desempenho hoje, e estamos otimistas quanto a conseguir um bom resultado contra a Dinamarca.” Yuki Abe, médio do Japão.

“No geral, defendemos bem e não permitimos muitas oportunidades de golo. Quanto ao lance do golo: quando ele (Wesley Sneijder) ajeitou o corpo, eu percebi que iria chutar para a baliza e fiquei preparado. Infelizmente, a bola passou por mim. Vou aprender com isso e evitar que um erro assim volte a acontecer diante da Dinamarca.” Eiji Kawashima, guarda-redes do Japão.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!