Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Guebuza inaugura a emissão do novo bilhete de identidade

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, inaugurou formalmente o processo de emissão do novo bilhete de identidade biométrico, marcando assim a entrada deste novo documento na identificação civil dos cidadãos.

A cerimónia inaugural teve lugar na manhã desta quarta-feira, em Maputo, numa cerimónia em que se procedeu a emissão do bilhete de identidade do presidente juntamente com a esposa, Maria da Luz Guebuza, tendo os respectivos documentos entregues 30 minutos depois. O Ministro do Interior, José Pacheco, disse no final da cerimónia inaugural que o novo bilhete constitui um passo gigantesco rumo a resolução das longas esperas do documento por parte dos pouco mais de 20 milhões de moçambicanos que passam por vários constrangimentos por não ter este valiosíssimo e importante documento.

“Os cidadãos moçambicanos passam a contar com um instrumento de identificação seguro e de acesso rápido e fácil”, disse Pacheco, apontando que o mesmo está inserido no âmbito do plano quinquenal do governo e no plano estratégico de desenvolvimento institucional do pelouro, que preconiza a identificação civil como prioridade inserida nos sete pilares de desenvolvimento.

O Ministro disse esperar que, até 2010, todos os concidadãos residentes no país tenham o novo bilhete que oferece muitas vantagens entre elas a dificuldade de ser falsificado e o tempo reduzido de emissão. O processo de emissão do novo bilhete de identidade, que custa 180 meticais, é da responsabilidade da Direcção de Identificação Civil (DIC), podendo ser levantado num prazo de apenas sete dias, contra os vários anos que os moçambicanos tinham de esperar pelo bilhete ora em substituição.

Para o efeito, uma empresa belga parceira do governo investiu cerca de 50 milhões de dólares norteamericanos para a custear a emissão do novo bilhete assim como a montagem de todo o sistema a nível nacional e das fronteiras para efeitos de verificação do documento a extensão do país. Este valor destina-se também, segundo o ministro, ao novo passaporte biométrico cuja emissão arranca no primeiro trimestre de 2010. As províncias de Gaza, Tete e Niassa (sul, centro e norte do país) arrancam na segunda-feira com o processo de emissão do novo bilhete de identidade, estando na fase conclusiva a montagem dos respectivos equipamentos para o efeito.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!