Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Guebuza homem de acção

“Guebuza é Homem de Acção” é assim que a população de Murraça, no distrito de Caia, descreveu o candidato presidencial da Frelimo, Armando Guebuza, que escalou este posto administrativo, na província central de Sofala, no prosseguimento da sua campanha eleitoral rumo ao pleito do próximo dia 28 de Outubro. Para além de dísticos com dizeres enaltecendo a sua figura, alguns populares que intervieram no encontro também alinharam no mesmo diapasão, ao ponto de afirmarem que Guebuza “é como se fosse um Deus”, por tudo o que fez durante os últimos cinco anos.

Tomas Verniz testemunhou que o posto administrativo de Murraça quebrou um jejum que vinha sendo observado desde o período colonial ao estar interligado a rede nacional de distribuição de energia eléctrica, para alem de ter voltado a beneficiar da linha férrea de Sena, cuja reabilitação já esta prestes a alcançar o distrito de Moatize, já em Tete, Centro-noroeste de Moçambique. Este cidadão apresentou uma extensa lista do que considerou de “obras de Guebuza”, como é o caso da entrada em funcionamento, localmente, de uma escola agrária, para alem do fundo dos “sete milhões de Meticais” que, segundo Verniz, está a mudar a vida de muitos concidadãos.

Segundo ele, Guebuza sempre procurou encontrar soluções para os problemas que o povo enfrenta, indicando que uma vez se pediu um tractor ao governo para o aumento das áreas de produção, mas porque é difícil se ter este meio para muita gente, o candidato da Frelimo não cruzou os braços, tendo alocado tracção animal. “Agora temos tracção animal e praticamente fazemos o mesmo trabalho como se tivéssemos um tractor. Ate porque com os animais os custos de operação são baixos”, disse Verniz.

“Será tudo isto pouco?”, questionou Tomas Verniz, sublinhando que “se não votarmos em Guebuza e na Frelimo todo este esforço será destruído”. Verniz foi mais longe ao reafirmar que “Guebuza é como se fosse “Deus” é que a única diferença é que Deus só abençoa, enquanto que Guebuza até da” meios, como é o caso dos “sete milhões”, entre outros”. Uma outra interveniente que disse se chamar Francisca disse que, a avaliar por aquilo que são as realizações de Guebuza e da forma como as pessoas sentem a mudança na sua vida, não restam dúvidas de que “em todo o Corredor da Beira, Guebuza e a Frelimo sairão vitoriosos”.

“A única alternativa de não se combater a pobreza é não fazermos nada” – Guebuza Na sua intervenção, o candidato da Frelimo, que já esta na fase derradeira da primeira fase de campanha eleitoral, reiterou que a única alternativa de não se combater a pobreza no pais é não se fazer nada. De acordo com Guebuza, que ainda Sábado orientou um outro comício popular na vila sede do distrito de Caia, os moçambicanos escolheram o caminho mais difícil que é combater a pobreza, pois acreditam que é um obstáculo que pode muito bem supera-lo. Guebuza lembrou que a mão estendida cansa e não traz prestigio nenhum, havendo assim necessidade de se pegar na enxada, com ou sem sol, entre outros obstáculos, e trabalhar para produzir alimentação e rendimentos.

“A mão estendida cansa. É melhor pegarmos na enxada para vencermos a pobreza. Quem deve acabar com a pobreza somos nos, pois não podemos esperar que a pobreza nos devore, nem que outros combatam por nos”, apontou Guebuza. A única maneira de se prosseguir com a execução destas e outras politicas benéficas as populações, segundo Guebuza, é se garantir o voto a ele próprio, para mais um mandato, e ao partido Frelimo. No mesmo dia, Guebuza orientou um encontro de “caça” ao voto com personalidades influentes do distrito de Caia.

Muito recentemente, Guebuza esteve neste distrito para inaugurar a mega ponte sobre o rio Zambeze, que parou com o sofrimento no transporte de pessoas e bens para o Sul, Centro e Norte do país, porque antes, para se atravessar este mesmo rio, que atravessa o pais, tinha que se recorrer a um batelão. Hoje, Domingo, Guebuza trabalha em Maringue e Nhamatanda, para Segundafeira rumar para a província de Manica, ultima etapa da primeira fase da sua campanha eleitoral.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!