Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Grupo ligado à Al Qaeda deixa bases no noroeste da Síria depois de bombardeios

O grupo afiliado à rede Al Qaeda na Síria, a Frente Nusra, retirou-se das suas bases nas áreas povoadas da região de Idlib, no noroeste da Síria, depois de as forças lideradas pelos Estados Unidos terem desfechado ataques aéreos contra o grupo, disseram os seus combatentes, esta quarta-feira (23).

Outro grupo islâmico sírio, o Ahrar al-Sham, também ordenou que os seus seguidores deixassem as suas bases, disse o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, um grupo de monitoria do conflito, com sede na Grã-Bretanha.

“Armas pesadas foram levadas para fora das bases. Não queremos que os civis sejam prejudicados por nossa causa”, disse um combatente da Frente Nusra numa mensagem online publicada na Internet.

O Observatório também informou sobre a retirada da Frente Nusra. Pelo menos 50 combatentes da Frente Nusra e oito civis foram mortos em ataques de uma coligação liderada pelos EUA na Síria na terça-feira, disse o Observatório.

O Exército dos EUA afirmou ter bombardeado veteranos da Al Qaeda aos quais se refere como o “grupo de Khorasan”. Os militantes na Síria disseram que o termo é amplamente usado, mas pode referir-se aos combatentes que vieram para a Síria e aderiram à Frente Nusra depois de lutar no Afeganistão.

O outro grupo islâmico que está a deixar as suas bases, o Ahrar al-Sham, é parte da aliança Frente Islâmica que tem estado em conflito armado com os militantes do Estado islâmico, o principal alvo dos ataques aéreos liderados pelos EUA.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!