Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo vai reabrir antigas minas de Manica

O Ministério moçambicano dos Recursos Minerais está a realizar estudos de viabilidade para a reabertura das antigas minas de Dot´s Luck, Andrade, Guy Fawkes, Fair Bride e Boa Esperança, na província central de Manica.

Segundo Salazar Mangumo, da Direcçao Nacional de Minas, o trabalho, que se enquadra na política geológico-mineira, culmina com a reavaliação do potencial das minas de cobre de Mundongura e de ouro de Monarch , naquela província.

Mangumo disse também que decorrem, presentemente, pesquisas de areias pesadas em Xai-Xai, Chingoene, Dongane na província de Gaza, e Ravene em Inhambane, que incluem a reavaliação das areias pesadas de Moebase.

Moçambique figura entre os países do continente africano dotados de maior potencial de recursos minerais, que incluem carvão, gás natural, ouro, titânio, minerais metálicos, entre outros.

Estes recursos quando devidamente estudados e explorados podem contribuir sgnificativamente para o desenvolvimento do país. Observou a nossa fonte.

Quanto aos metais básicos e preciosos, os resultados indicam índices de ocorrência significativa dos mesmos, associados ao ouro, cobre, zinco, vanádio e prata nas áreas de Balama ( Cabo-Delgado), Monapo e Murrupula (Nampula), Chíduè e Fíngoè (Tete ) nas regiões norte e centro do país.

Os resultados de prospeção e pesquisa realizadas em Moatize, Changara, Mutarara, Marávia, na provincia de Tete, e Lago em Niassa, mostram um grande potencial de carvão, prevendo-se que nos próximos três anos algumas delas transitem para a fase de estudo de viabilidade económica.

Aquele dirigente revelou, igualmente, estarem em curso alguns trabalhos geológicos para o incremento das reservas na mina de Muiane, a norte da Zambézia, onde foi já instalada a planta de processamento-piloto. O início de produção da mina de tantalite está previsto para o segundo semestre do presente ano.

O Wamphula fax soube, ainda, de outras fontes que a Kenmare Moma (Mauritius), Limited, uma empresa de capitais irlandeses, vai aumentar a sua capacidade de produção de ilmenite dos actuais 800 mil toneladas, para 1.200 mil toneladas anuais, num investimento de cerca de 200 mihões de dólares americanos.

Com um investimento inicial de 460 milhões de dólares, a empresa começou a produzir em 2007 com minas de Ilmenite, Zircom e Rutile.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!