Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo poderá negociar preço do trigo com a fábrica Socimol

O Governo poderá negociar com a fábrica ‘Merec Socimol’ um eventual aumento do preço do trigo, caso no período das importações deste cereal se registe um agravamento dos custos no mercado internacional.

Falando, esta semana, após visitar a fábrica, que é o maior importador e fornecedor do trigo em Moçambique, o Ministro da Indústria e Comércio, Armando Inroga, disse que, até ao momento, mesmo com a recente subida do preço do saco de 50 quilogramas de farinha de trigo no mercado nacional, em cerca de 100 meticais (cerca de 3,2 dólares americanos), o custo do pão e de outros derivados produzidos pelas padarias associadas à Associação Moçambicana dos Panificadores (AMOPAO) não subira”, uma vez que o Governo vai continuar a subsidiar o preço até Março próximo.

“Independentemente do nível que o custo do trigo for a atingir no mercado internacional, o Governo vai continuar a subsidiar as panificadoras de modo a que o preço do pão não seja agravado até Março próximo”, garantiu Inroga.

Ele sublinhou que, depois deste período, se o preço do trigo continuar a subir no mercado internacional, o Governo vai definir novas formas de lidar com a situação, sendo que uma delas é negociar com a ‘Merec Socimol’.

Para Inroga, o mais importante, por enquanto, é avaliar até quando os “stocks” existentes na ‘Merec Socimol’ e noutros importadores vão conseguir abastecer o mercado interno, antes de uma possível nova escalada a nível internacional.

Neste momento, a ‘Merec Socimol’ diz que possui, nos seus silos, cerca de 21 mil toneladas de trigo, que vão alimentar o mercado, principalmente as panificadoras.

O preço do trigo registou, no passado dia 4 de Fevereiro, um agravamento de 100 meticais, saindo dos anteriores 1.050 meticais para 1.150 neste momento.

Muhamud Chania, Director Executivo da ‘Merec Socimol’, disse ao ‘Diário de Moçambique’ que a empresa esta a espera do Governo para uma possível negociação do preço da farinha de trigo, de modo a evitar possíveis agravamentos.

O aumento da procura deste importante cereal deveu-se as chuvas e as queimadas que afectaram a Austrália e a Rússia, nos últimos meses, destruindo grandes áreas de culturas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!