Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo de Nacala–Porto traça Estratégias para financiamento de novos projectos no âmbito do FDD

Para melhorar os índices de reembolso dos valores desembolsados no âmbito do Fundo Distrital de Desenvolvimento (FDD), o governo do distrito de Nacala–Porto adoptou recentemente novas estratégias para financiamento de novos projectos a partir deste ano.

De acordo com António Pilale, Administrador de Nacala – Porto as novas formas para financiamento de novos projectos, a entrarem em vigor a partir deste ano, consistirão na avaliação dos projectos a partir dos Conselhos Consultivos dos Postos Administrativos e Localidades para posteriormente serem submetidos ao Conselho Consultivo Distrital, este último que fará a ultima avaliação de todos os projectos.

Pilale disse que este ano serão apenas financiados os projectos considerados ambiciosos e cujas propostas para reembolso sejam convincentes aos Conselhos Consultivos, quer a partir dos postos e bairros assim como o Conselho Consultivo Distrital que é considerado o órgão máximo para qualquer decisão.

O entrevistado lamenta o facto de os actuais níveis de devolução do dinheiro que o seu distrito registou nos primeiros três meses deste ano rondarem apenas cerca de cinco por cento do total desembolsado desde 2006, ano em que foi introduzida a iniciativa pelo Presidente da República, Armando Guebuza.

A fonte disse no entanto que, dos 60 milhões de meticais que o distrito recebeu desde 2006, não se justifica que tenham sido devolvidos até ao momento sejam devolvidos apenas 2 milhões.

Aliás, ainda de acordo com António Pilale, este valor deveu-se aos trabalhos de sensibilização aos mutuários levados a cabo por uma equipa do distrito sobre a necessidade da devolução dos valores para o financiamento de outros projectos.

Num outro desenvolvimento, aquele dirigente disse que o trabalho de sensibilização junto dos mutuários vai continuar, por forma a elevar a taxa de reembolsos para pelo menos trinta porcento ate finais deste ano.

“Estamos satisfeitos com o cumprimento do nosso Plano Económico Social deste ano e pensamos que com a implementação dessa estratégia de financiamento de novos projectos vai mudar a consciência dos mutuários cujos projectos ainda não foram financiados.

Veja só que subimos em termos de valores do FDD que o nosso distrito recebeu este ano, que se aproxima dos onze milhões de meticais contra nove milhões do ano passado”, sublinhou António Pilale para depois acrescentar que “os projectos a serem financiados este ano serão diversificados porque queremos que haja no nosso distrito grandes projectos que sirvam de modelo ao nível da província.”

Disse, a concluir, o entrevistado. Importa Referir que, dos projectos a serem financiados em Nacala – Porto, este ano, no âmbito dos vulgos 7 milhões de meticais, o destaque vai para os de agricultura considerados oportunos nesta região costeira da província de Nampula.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!