Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Gorongosa é centro de atenções por causa da abundância de ouro

Seis empresas, entre nacionais e estrangeiras, estão a desenvolver trabalhos de prospecção de ouro na região de Gorongosa, na província moçambicana de Sofala, segundo o governo daquele distrito.

A presença de quantidades significativas de ouro no local foi despoletada por uma firma canadiana, em 2012, e desde essa altura “mineradoras de várias regiões do mundo têm solicitado interesse de explorar o nosso minério”, de acordo com Paulo Majacunene, administrador de Gorongosa, acrescentando que uma firma nacional já activa na zona acaba de extrair 27 quilogramas do produto, “tornando as nossas perspectivas mais enco- rajadoras”.

Gorongosa está a tornarse numa das “regiões mais movimentadas” do Centro do país, acrescentou o dirigente, realçando que a exploração do mi nério poderá contribuir para a redução do desemprego e “alavancar o desenvolvimento do distrito”.

Segundo o Correio da manhã, Majacunene admitiu, entretanto, que o ouro de Gorongosa já está a ser explorado, ainda que em quantidades reduzidas, por garimpeiros locais e é, posteriormente, vendido na província de Manica, uma das maiores produtoras daquele minério no país.

Para disciplinar a actividade, os exploradores informais de ouro estão a ser organizados em associações, esforço que visa também permitir um maior controlo e incutir o uso de boas práticas ambientais pelos garimpeiros, acrescentou Majacunene.

Estabilidade política

Questionado pelo Cm sobre alegada instabilidade política na região, causada pela presença na zona do líder da Renamo, Afonso Dhlakama, Paulo Majacunene garantiu que “até ao momento não há registo de anomalias que possam desencorajar investimentos em Gorongosa”, classificando a actual situação política do distrito como “calma e aberta a investidores que possam contribuir para o desenvolvimento socioeconómico da região.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!