Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Fungo letal da banana destruiu 60 hectares de produção em Nampula

Cerca de um mês depois de a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) ter colocado Moçambique entre os países em risco de serem afectados por um fungo letal destruidor de plantações de banana, perto de 60 hectares de produção daquela fruta são dados como perdidos na província de Nampula.

O referido fungo atinge principalmente o distrito de Monapo, disse ao Correio da manhã Mohomed Valá, director nacional dos Serviços Agrários do Ministério da Agricultura (MINAG).

Para minimizar o fenómeno, várias equipas de investigadores da Costa Rica e da vizinha África do Sul encontram-se em Moçambique para realizar trabalhos de monitoria e avaliação daquela praga destruidora de plantações de banana.

Até ao momento, os trabalhos de investigação desenvolvidos por investigadores daqueles dois países, em parceria com técnicos do sector agrícola moçambicano, já culminaram com diversas acções de combate à praga, com destaque para a desinfectação do rio Monapo com vista a travar o alastramento do fungo para outras regiões do Norte do país.

Contudo, Valá assegurou ao Cm que neste momento “a praga está controlada”, pelo que “não há motivos para alarme”. Refira-se que até então aquela doença fúngica cientificamente donominada Tropical Race 4 (TR4) ou Mal do Panamá tinha sido apenas identificada no Sudeste da Ásia, Médio Oriente e alguns países africanos.

A FAO estima em cerca de cinco biliões de dólares norte-americanos os prejuízos anuais causados por aquela pandemia no mundo, como resultado da destruição de plantações de banana.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!