Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Fujimori condenado a 6 anos de prisão por três casos de corrupção

O ex-presidente peruano Alberto Fujimori foi sentenciado nesta quarta-feira a seis anos de prisão por três casos de corrupção – espionagem, suborno e compras ilegais -, informou o tribunal que o julgou em um processo que teve início na segunda-feira. Com esta e outras três condenações anteriores, o ex-governante, dono de uma saúde fragilizada, corre o risco de passar seus últimos anos de vida na prisão.

O tribunal também ordenou que o ex-presidente pague uma indenização equivalente a 8 milhões de dólares em favor do Estado e um milhão em favor dos dirigentes políticos e jornalistas que foram espionados por seu regime. Fujimori anunciou que vai apelar da sentença.

O tribunal especificou que a sentença é de seis anos de “pena privativa da liberdade, que vencerá em 10 de Fevereiro de 2013”. Na segunda-feira, Fujimori voltou ao banco dos réus para ser submetido a um quarto julgamento, desta vez por supostos delitos de espionagem telefónica, suborno de congressistas e compra ilegal de meios de comunicação. Durante a audiência, ele aceitou as acusações de que é objecto. Uma das vítimas de espionagem telefônica de Fujimori foi o premiado escritor Mario Vargas Llosa, em 1990, quando era candidato presidencial.

A promotoria pedia que o ex-presidente fosse condenado a oito anos de prisão pelas três acusações e pagasse uma indenização equivalente a 1,6 milhão de dólares ao Estado e um milhão de dólares aos agravados. A promotoria também mostrou provas do pagamento de somas de dinheiro a diversos congressistas para que passassem para as fileiras do partido do governo e da compra ilegal de um canal de tv a cabo como parte de uma campanha para controlar a imprensa e se perpetuar no poder. Fujimori, 71 anos, já havia sido condenado a 25 anos de prisão por violação dos direitos humanos e tem outras duas setenças por corrupção (sete anos e meio e seis anos).

No Peru, as penas não são cumulativas e prevalece a maior. Filho de imigrantes japoneses, Fujimori deteve um poder absoluto entre 1990 e 2000, em que governou o Peru com mão de ferro e com o apoio da cúpula das forças armadas e de seu ex-assessor, Vladimiro Montesinos, a eminência parda de seu regime. Fujimori cultivou no poder um estilo autoritário e um temperamento de homem frio, desconfiado e pouco comunicativo, que governava cercado de um círculo íntimo de pessoas.

Assim aconteceu quando realizou o autogolpe de Estado de 5 de Abril de 1992, uma operação conhecida paenas por Montesinos e os máximos chefes militares, com absoluto desconhecimento de seu gabinete ministerial. Durante seu governo, o ex-presidente, popularmente conhecido como ‘el Chino’, aplicou um modelo económico neoliberal que serviu para ganhar o apoio das classes dirigentes do Peru, dos empresários e dos organismos financeiros internacionais. Seus seguidores assinalam que Fujimori derrotou a guerrilha maoísta Sendero Luminoso e o Movimento Revolucionário Túpac Amaru (MRTA), mas organismos de direitos humanos denunciaram matanças de civis inocentes nessa luta.

Um dos episódios que marcaram sua gestão foi o desenlace da tomada de reféns na embaixada do Japão em Abril de 1997 pelo MRTA. Depois de quatro meses de cerco, 71 dos 72 reféns foram libertados (um morreu) e os 14 rebeldes foram mortos em uma operação que recebeu elogios dos governos e questionamentos dos organismos de direitos humanos, que consideram que os guerrilheram foram executados.

A estrela de Fujimori se apagou em 2000 quando, em meio a escândalos de corrupção, renunciou à presidência via fax no estrangeiro, quando participava em uma cúpula da Apec, em Brunei, antes de partir em busca de asilo no Japão, aproveitando sua dupla nacionalidade.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!