Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

França 1 – Àfrica do Sul 2: O que eles disseram depois do jogo

“Tivemos algumas oportunidades. Estou muito orgulhoso dos jogadores, da maneira como eles jogaram desde o começo, durante 90 minutos. Chegamos perto da classificação… Mesmo pensando que, com 2 a 0, deveríamos ter pressionado mais para marcar o terceiro golo, estou contente de ter visto os meus jogadores progredirem. Eles deram muito orgulho ao país inteiro. Os fundamentos estão aí, tenho muita confiança no futuro do futebol sul-africano.” Carlos Alberto Parreira, técnico da África do Sul.

“Estamos tristes e decepcionados, embora nesta partida eu tenha visto o que esperava: generosidade, coração e solidariedade. Quando não dá, não dá. Tentamos reencontrar a energia. Esta equipe tem um verdadeiro potencial. Desejo boa sorte ao meu sucessor e à seleção francesa. Foi um grande prazer para mim. Adorei esta equipe da França. Haverá uma sequência, a seleção francesa não acabará jamais. Os jogadores querem fazer alguma coisa, desejo boa sorte aos que chegarem depois.” Raymond Domenech, técnico da França.

“É uma pena, mas, considerando o que aconteceu antes da partida, a vitória teria sido um milagre. Não tivemos o comportamento correto para passarmos desta primeira fase. Gostaria de me desculpar em nome de todos os jogadores. Conversaremos entre nós. Houve muita tensão no grupo, o que não é o ideal para quem está se preparando para uma partida decisiva. Perdemos a classificação muito antes de hoje. É duro viver isso de dentro. Não temos orgulho algum do que fizemos. Não sei de que maneira poderíamos vir a ser perdoados.” Florent Malouda, meio-campista da França.

“Estou decepcionado. Precisava acabar assim? Não. Tivemos oportunidades no começo da partida. Poderíamos ter conseguido a façanha se tivéssemos aproveitado essas oportunidades. Mas não conseguimos fazer o golo. Já os sul-africanos, sim.” Djibril Cissé, atacante da França.

“É certo que poderíamos ter aproveitado ainda mais, perdemos muitas chances claras. Mas mostramos coisas boas, também. Podemos ficar orgulhosos. Uma vitória é uma vitória, ainda mais contra a França e na Copa do Mundo.” Katlego Mphela, atacante da África do Sul eleito melhor do Jogo.

“Queríamos muito ganhar esse jogo e, para isso, fazer o gol no início nos ajudou bastante. Não estou surpreso que tenhamos levado o golo. A seleção francesa tem muitas qualidades e isso aparece rápido na frente. Estamos decepcionadíssimos, mas a atuação de hoje agradou.” Bongani Khumalo, defesa da África do Sul.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!