Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Argentina “B” bate a Grécia e avança 100%

Praticamente classificada, a Argentina poupou esforços, entrou em campo com sete jogadores que não começaram a última partida e fez o básico: venceu a Grécia por 2 a 0, esta terça-feira, e garantiu sua vaga nos oitavos de final da Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010 com um empate, em Polokwane.

Com o triunfo num jogo morno, a equipa do técnico Diego Armando Maradona terminou a primeira fase com nove pontos, 100% de aproveitamento e a liderança do Grupo B. Nos oitavas de final, a seleção vai enfrentar o México. Com três pontos, a Grécia está eliminada. A segunda vaga do Grupo ficou com a Coreia do Sul.

Maradona efetuou sete mudanças em relação a equipa que goleou a Coreia na segunda jornada, sendo uma delas por motivo de suspensão (Jonas Gutiérrez saiu) e outra por lesão (Walter Samuel). De resto, lançou os atacantes Kun Agüero e Diego Milito, o médio Juan Verón, o defensor Nicolas Otamendi e o lateral-esquerdo Clemente Rodríguez para descansar algumas de suas peças. Além disso, durante a partida, o treinador ainda deu chances para o veterano Martín Palermo e para o jovem Javier Pastore substituindo Milito e Agüero, respectivamente, dando chance para praticamente todo o seu elenco no Mundial.

Em três partidas, ele apenas não escalou os guarda-redes reservas Diego Pozo e Mariano Andújar e o defensor Ariel Garce. Desta forma, a equipe albiceleste acabou perdendo um pouco do entrosamento e ritmo de jogo que apresentou em suas duas primeiras belas apresentações em território sul-africano. Ainda assim, foi superior aos gregos durante todo o confronto, mas apostando mais em jogadas pela linha de fundo do que em tabelas e rápidos deslocamentos ofensivos.

A Grécia jogou com muita cautela em Polokwane, talvez de olho no regulamento. Por 26 minuto, entre o primeiro golo da Nigéria e o empate da Coreia do Sul no outro duelo da Grupo, a equipe campeã europeia de 2004 tinha uma vaga em mãos. Ao depender mais do resultado de seus rivais do que seu, porém, acabou ficando fora. Em suas poucas investidas, a Grécia apostava basicamente em bolas longas lançadas em direção do voluntarioso centroavante Georgios Samaras que resultavam em poucos lances produtivos.

No melhor deles, aos 48 minutos, ele trombou com os defensores rivais, conseguiu um bom ângulo para a finalização na área e rematou cruzado. A bola passou pelo guarda-redes Sergio Romero, mas foi para fora, próxima à trave esquerda.

A Argentina, por seu lado, tentava criar mais, embora não num ritmo intenso. E, quando chegava à meta grega, acabava esbarrando no gurda-redes Alexandros Tzorvas, que atuou com muita segurança e fez boas defesas. Os dois golos do jogo aconteceram apenas na fração final, aos 77 e 89 minutos, respectivamente com Martin Demichelis e Palermo.

O primeiro saiu em jogada de bola parada, após cobrança de um canto da esquerda, Demichelis ganhou pelo alto e cabeceou em cima de Diego Milito. O próprio defesa aproveitou o ressalto para encher a rede.

O segundo veio após grande jogada de Messi, que fez fila e bateu forte da entrada da área. Tzorvas rebateu, e o experiente médio do Boca Juniors bateu com categoria no canto esquerdo do guarda-rede, rasteiro.

A Argentina encerrou sua campanha na fase de grupos com sete golos marcados e apenas um sofrido, dando continuidade à ótima campanha das equipas sul-americanos na Copa do Mundo da FIFA 2010. Agora, os representantes do continente acumulam dez vitórias e dois empates em 12 confrontos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!