Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Fórmula 1: Vettel vence na Coreia do Sul e fica a um passo do título

O piloto da Red Bull Sebastian Vettel completou a terceira vitória num Grande Prémio da Coreia neste domingo e ficou praticamente com uma mão no taça de campeão da temporada, muito próximo do seu tetracampeonato na F-1. Vettel chegou agora a 8 vitórias em 14 corridas e abriu vantagem de 77 pontos para Fernando Alonso, restando cinco corridas e 125 pontos em disputa. Se o alemão de 26 anos vencer no Japão na próxima semana, como ele fez na temporada passada, e Alonso não terminar a prova entre os oito primeiros– também, a exemplo de 2012–, o campeonato já estará decidido.

“Você foi muito, muito disciplinado na pista. Foi muito bem”, disse o diretor da Red Bull Christian Horner ao piloto alemão pelo rádio, logo após a bandeirada final. Vettel, que agora tem 34 vitórias na carreira, respondeu com seu habitual grito de alegria. Alonso ficou apenas na sexta posição.

O tempo nublado na Coreia ameaçou chuva, o que certamente teria ajudado o espanhol a galgar mais posições. Alonso agora tem 195 pontos, contra os 272 de Vettel. “Ainda há uma chance para Fernando, eu acho”, ponderou Vettel. “Então temos que estar no topo. Agora penso no Japão porque é uma das pistas mais legais de toda a temporada.”

MOMENTO BIZARRO

Numa corrida cheia de ação, com dois safety cars, também houve um momento inusitado, quando uma carrinha de incêndio entrou na pista e saiu antes que o safety car entrasse em ação.

O finlandês Kimi Raikkonen foi o segundo, à frente do seu companheiro de Lotus Romain Grosjean.

O mexicano Sergio Perez, com o pneu dianteiro dilacerado, foi quem trouxe o primeiro safety car à pista. Depois que a pista foi limpa e o safety car passou, o companheiro de Vettel, Mark Webber, acabou atingido pela Force India de Adrian Sutil na re-largada. O australiano saiu do carro em chamas, e foi aí que a picape 4×4 de incêndio apareceu na pista, dando um toque inusitado à corrida.

“Não é bom ficar preso atrás do safety car, mas estou feliz com o resultado e com a equipa”, disse Vettel, que desta vez não foi vaiado, a exemplo das últimas corridas. “Felizmente, nós tivemos um bom ritmo para chegar à frente depois dos safety cars, mas vale lembrar que Kimi e Romain também foram muito competitivos e fizeram o melhor que podiam com seus pneus”, acrescentou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!