Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Fogões melhorados, um projecto fracassado

O projecto de conservação da energia de biomassa, coordenado pelas direcções provinciais de Recursos Minerais e Energia, não está a encontrar sustentabilidade, pelo menos, a nível da província de Nampula, a avaliar pela fraca adesão das instituições públicas. Concebido em 2007, o projecto visava a construção de fogões fixos nas unidades prisionais, sanitárias, centros internatos e infantários, por forma a expandir o uso sustentável da energia da biomassa e na contenção de fundos despendidos pelo Estado.

Quatro anos volvidos, grande parte das instituições consideradas destinatárias deste projecto continuam a preferir a lenha como seu instrumento de cozinha, opção que é aliada à fraca adesão dos oleiros nas acções de produção dos fogões melhorados. Aliás, os membros de uma pequena associação de oleiros produtores de fogões cerâmicos no Posto Administrativo de Anchilo estão a abandonar a actividade por alegada falta de incentivo.

O Instituto de Formação de Professores Primários e o Hospital Geral de Marrere, que, em 2007, acolheram a cerimónia oficial de lançamento do projecto, estão com os fogões em avançado estado de degradação e, consequentemente, inoperacionais, embora os responsáveis do sector de energia insistam na expansão do projecto para toda a província.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!