Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Filho de Khaddafi pode estar a tentar fugir da Líbia

O Tribunal Penal Internacional (TPI) continua a receber informações de que o filho de Muammar Khadafi, Saif al-Islam, possa tentar fugir da Líbia com a ajuda de mercenários, disse o promotor-chefe da corte esta quarta-feira. Luis Moreno-Ocampo também disse estar a investigar se o ex-líder líbio, que morreu logo após ser capturado pelas forças do governo no mês passado, e o seu ex-chefe de espionagem ordenaram estupros em massa.

 

 

“Há alegações de crimes cometidos pelas forças da NATO, alegações de crimes cometidos pelas forças relacionadas ao Conselho Nacional de Transição… bem como alegações de crimes adicionais cometidos por forças pró-Khaddafi”, disse Ocampo em discurso ao Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas. “Essas alegações serão examinadas de maneira imparcial e independente”, disse.

A NATO negou as alegações de ter deliberadamente civis como alvos durante a sua campanha de sete meses de ataques aéreos contra as forças de Khadafi que terminou na segunda-feira. O Conselho Nacional de Transição da Líbia prometeu investigar as alegações de execução e abuso contra suspeitos de apoiar Khadafi. Grupos de direitos humanos disseram que as forças do CNT escolheram trabalhadores migrantes da África subsaariana para prisão arbitrária e detenção devido às suposições de que eram apoiadores de Gaddafi.

Ocampo disse estar a par dessas alegações. O CNT, que está no comando interino da Líbia, disse que gostaria de investigar Saif al-Islam e o ex-chefe de inteligência Abdullah al-Senussi na Líbia. Ambos foram indiciados pelo tribunal por crimes contra a humanidade e outros crimes de guerra. “Também estamos a receber informações de que um grupo de mercenários pode estar se empenhando para facilitar sua (de Saif al-Islam) fuga da Líbia”, disse Ocampo. “Estamos a apelar aos Estados para que façam tudo o que puderem para interromper quaisquer operações desse tipo.”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!