Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

FC Porto derrota Braga e deixa Benfica na liderança

O campeão em título, FC Porto, goleou no Dragão por 5-1 o Sp. Braga, que falhou a liderança da Liga mantendo-se a um ponto do Benfica, líder isolado do Campeonato Português. Os portistas estão agora a seis pontos da liderança e mantém-se na luta pelo título. Já o Sp. Braga deixou de ser a equipa com menos golos sofridos na Liga.

Há seis jornadas que o Sp. Braga vinha a vencer na Liga e desde 7 de Novembro que não perdia na prova (a única derrota registada esta época foi em Guimarães, por 1-0). É preciso juntar todos os golos sofridos pelos minhotos da jornada da 4ª até à 19º para chegar à mão cheia, número com que o Sp. Braga saiu ontem do Dragão numa goleada concludente que mantém o Benfica na liderança – tem mais um ponto que o Braga e mais seis do que os portistas, que estão na luta.

O FC Porto, cuja equipa durante o aquecimento envergou camisolas de Hulk e Sapunaru, em solidariedade com os colegas castigados, substituiu Hulk por Mariano no onze mas foi Varela que esteve em destaque. Já do lado do Sp. Braga, que buscava uma vitória para passar a liderar isolado a Liga, Mossoró voltou após castigo e saiu Meyong.

Antes do jogo muito aguardado houve direito a um minuto de silêncio a favor das vítimas da Madeira, com o madeirense Ruben Micael a transportar uma bandeira do arquipélago. O jogo começou dividido, antevendo uma partida equilibrada, que não se verificou.

Aos 15’ Alan desmarcado por Mossoró esteve perto do golo, mas atirou às malhas laterais. No minuto seguinte chegou o golo inaugural que viria a fazer com que o Sp. Braga nunca mais fosse o mesmo. Varela, com uma exibição ofensiva incrível, correu pela esquerda, centrou para a área onde Raul Meireles, sem marcação, desviou para a baliza. Depois de remates de Ruben e Mariano serem defendidos por Eduardo após desvios na defesa, o guardião português não impediu, aos 35’, o grande remate de Álvaro Pereira que foi desviado na cabeça de Paulão.

Os bracarenses estavam “desnorteados” e bastou mais um minuto para sofrerem “a estocada final”, com novo cruzamento de Varela pela esquerda a servir Falcao (mal marcado), que fez o 3º. Na 2ª parte, Domingos tirou Hugo Viana e colocou Meyong e a equipa ressentiu-se da ausência do criador de jogo, mostrando-se incapaz de reagir. Tempo ainda para Mossoró pedir sem sucesso penálti, Mariano falhar o golo isolado frente a Eduardo e Falcao fazer o bis de cabeça aos 73’ após canto de Meireles.

Perante “olés” do público, a goleada virou humilhação com o golo de Bellushi aos 83’ após passe de Mariano. Alan ainda reduziu no final.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!