Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Farmácia fecha por venda de fármacos roubados na Zambézia

Uma farmácia privada que funcionava na cidade de Mocuba, província da Zambézia, encerrou e o proprietário deverá pagar uma multa de 200 mil meticais, devido à venda de medicamento presumivelmente roubado no Sistema Nacional de Saúde (SNS).

Hidayat Kassim, director provincial da Saúde naquele ponto do país, disse numa reunião do governo local que se trata da farmácia Rimua. Segundo apurou ao @Verdade, de uma fonte do governo da Zambézia, na referida farmácia foram encontrados vários fármacos para uso exclusivo do Ministério da Saúde (MISAU).

Quando questionado em que circunstâncias os medicamentos podem ter sido fornecidos aos donos da farmácia em questão, a nossa fonte considerou que há suspeitas de envolvimento de funcionários de saúde afectos a diferentes unidades sanitárias.

“O roubo de medicamento do Sistema Nacional de Saúde é frequente na Zambézia e até em tantos outros hospitais do país. Mas cá, particularmente, consideramos a situação crítica na medida em que as pessoas que fazem isso não têm noção do mal que fazem, primeiro aos doentes e, segundo, ao próprio país”, comentou o nosso interolocutor.

A operação de fiscalização que culminou com o encerramento envolveu os inspectores da Saúde e os membros da Polícia da República de Moçambique (PRM).

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!