Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jovem sequestrado em Maputo

Um jovem, parente próximo de um dos gestores do supermercado Premier Grupo Mica, que se fazia transportar numa viatura luxuosa com a matrícula MLW-39-97, foi raptado na noite de segunda-feira (06), no bairro da Coop, na capital moçambicana, por um grupo de indivíduos munidos de armas de fogo do tipo AKM, os quais viajavam num carro sem chapa de inscrição.

Consta que a vítima, por sinal jovem, foi encurralada pelos supostos malfeitores, ameaçado com armas e, em seguida, forçado a sair do seu carro para acompanhar a gangue. Testemunhas contaram ao @Verdade, nesta terça-feira (07), que houve disparos com o intuito de imobilizar a vítima. Logrado os seus intentos, os sequestradores seguiram a viajem, a uma velocidade excessiva, em direcção à Praça dos combatentes.

“A situação deixou a população em pânico porque aconteceu nas mediações de uma paragem de transporte semicolectivos de passageiros, mas ninguém foi ferido. Estamos numa zona de elite mas os seguranças não têm armas, dispõem apenas de cassetetes. A Polícia apareceu minutos depois da ocorrência”, concluiu um dos nossos entrevistados.

Sobre este caso, Orlando Mudumane, porta-voz da Polícia da República de Moçambique (PRM), disse que a corporação tem conhecimento mas remeteu os detalhes para os próximos tempos. “Estamos a trabalhar com vista a averiguar os factos e responsabilizar os sequestradores.”

Refira-se que na última sexta-feira (03) foi restituído à liberdade um jovem luso-moçambicano que durante um mês e meio esteve no cativeiro, depois de ter sido sequestrado em plena luz do dia num estabelecimento comercial na cidade de Matola.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!