Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Família do Bin Laden é deportada para a Arábia Saudita

A família do ex-líder da Al Qaeda Osama bin Laden, morto há quase um ano por forças especiais dos Estados Unidos numa cidade no noroeste do Paquistão, estava a ser deportada do Paquistão, na manhã da Sexta-feira, disse à Reuters o advogado da família.

A medida encerra meses de especulação sobre o destino de três viúvas e 11 filhos de Bin Laden que foram detidos pelas forças de segurança paquistanesas depois da operação de 2 de Maio.

“Sim, elas estão a sr deportadas para a Arábia Saudita”, disse Aamir Khalil. “É um voo especial e devem partir na próxima hora e meia ou mais.”

Na casa em Islamabad onde a família era mantida detida, uma minivan branca estacionou para levá-la ao aeroporto, onde um voo fretado a aguardava.

As mulheres recusaram-se a entrar na van rodeada pela imprensa, então as autoridades cobriram as janelas com plástico.

O Ministério do Interior, que era responsável pela família, emitiu um comunicado dizendo que tinha “passado ordens para a deportação de 14 membros da família de Osama Bin Laden em cumprimento aos mandados judiciais.”

“A família foi mantida sã e salva numa casa de hóspedes… elas (mulheres e filhos) foram deportados para o país da sua escolha, a Arábia Saudita, esta Sexta-feira,” acrescentou.

No início deste mês, um tribunal sentenciou as mulheres a 45 dias de prisão por entrarem ilegalmente no Paquistão, além de ordenar a sua deportação depois do cumprimento da pena, que começou no dia 3 de Março quando foram oficialmente detidas.

Uma vez fora do Paquistão, a família poderá revelar detalhes sobre como o homem mais procurado do mundo conseguiu esconder-se no Paquistão por anos, possivelmente com a ajuda de pessoas da poderosa força militar e da agência de espionagem paquistanesas.

Quaisquer revelações sobre os laços com Bin Laden poderá constranger o Paquistão e irritar Washington, que procurava o ex-líder da Al Qaeda desde os atentados de 11 de Setembro de 2001 contra os Estados Unidos.

As autoridades paquistanesas descreveram a longa presença de Bin Laden na cidade de Abbottabad como um lapso de segurança e rejeitaram as sugestões de que os membros militares e do serviço de inteligência foram cúmplices do esconderijo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!