Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Exploração ilegal reduziu em Murrupula

A exploração ilegal de recursos florestais, no distrito de Murrupula em Nampula, está a conhecer uma redução significativa nos últimos tempos e para o efeito, o empenho das populações locais tem jogado um papel decisivo, sobretudo porque assumiram, conjuntamente, com o sector da agricultura, o processo de fiscalização contínua das áreas com potencial florestal visando travar a acção dos furtivos. 

Murrupula localiza-se cerca de 70 quilómetros da cidade de Nampula, onde a demanda de madeira para vários fins, sobretudo produção de mobiliário diverso e para alimentar a industria de construção civil que está em franco crescimento.

Este facto aliado a excelente condição de transitabilidade da rodovia de asfalto, assim como a exiguidade do efectivo de fiscais de florestas, colocava aquela parcela numa posição de vulnerabilidade às investidas dos operadores ilegais, cujo produto de abate é escoado aos potenciais mercados sem o pagamento das obrigações fiscais e para o licenciamento.

O secretário permanente distrital de Murrupula Abraão Camilo, exaltou que os ganhos alcançados no combate a exploração ilegal de recursos florestais naquele ponto se devem ao empenho das comunidades locais, organizadas em fóruns de fiscalização, criados para o efeito.

José Lianeque, autoridade tradicional da localidade de Murrilo, posto administrativo sede de Murrupula, reiterou que as comunidades locais estão de mãos dadas com os fiscais da rede pública, no combate as actividades que tem em vista estancar a exploração florestal sem a devida autorização.

Segundo ele, a formação, o ano passado, de comités comunitários de fiscalização de recursos naturais, transmitiu a confiança no relacionamento que faltava entre as comunidades locais e aos operadores licenciados no ramo.

Os operadores legalizados contribuem no desenvolvimento de infra-estruturas sociais ligadas a educação, saúde e abastecimento de agua, visando o melhoramento das condições de vida das comunidades o que não acontece cm os ilegais. Disse aquele líder.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!