Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ex-partido no poder no Egito expulsa Moubarak e ministros

O ex-partido no poder no Egito, o Partido Nacional Democrático (NDP), anunciou o afastamento do Presidente egípcio deposto, Hosni Moubarak, da sua liderança e a organização duma sessão extraordinária para nomear num novo líder nos próximos dias.

O secretário-geral do NDP, Mohamed Ragab, afirmou no domingo que antigos ministros e responsáveis do partido detidos por corrupção foram igualmente excluídos. Ragab precisou que o NDP iria participar nas próximas eleições parlamentares com « novas caras » e que não iria disputar todos os assentos.

No passado, o NDP dirigido por Moubarak, o seu filho, Gamal, e um grupo de empresários corruptos protegidos pela Polícia, realizou um maremoto eleitoral ao ganhar 97 porcento dos assentos nas eleições de novembro de 2010, o que é considerado como um ato de fraude manifesto e uma tentativa do Presidente deposto de passar o poder ao seu filho.

Segundo observadores, esta situação é um dos fatores que precipitaram a revolução de 25 de janeiro que depôs Moubarak. Os manifestantes exortaram o NDP a devolver os seus bens e os seus ativos, que alegam ser «bens públicos desviados durante nas últimas décadas».

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!