Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Ex-líder militar congolês é condenado a 14 anos de prisão

O Tribunal Penal Internacional (TPI), ao anunciar a sua primeira sentença, condenou o ex-líder militar do Congo Thomas Lubanga Dyilo a 14 anos de prisão, esta Terça-feira (10), por recrutar crianças para um conflito com mais de 60 mil mortos.

Lubanga foi considerado culpado em Março pelo recrutamento de meninos e meninas menores de 15 anos para combater na guerra da República Democrática do Congo, em 2002 e 2003.

O anúncio da sentença é um marco para o primeiro tribunal penal internacional permanente, que recentemente completou 10 anos de fundação.

O presidente do júri, Adrian Fulford, disse que o tempo que Lubanga passou no centro de detenção do TPI em Haia será levado em conta, o que significa que ele tem mais oito anos de prisão a cumprir.

Fulford criticou o primeiro promotor do TPI, Luis Moreno Ocampo, que recentemente concluiu o seu mandato, pela sua conduta no caso.

A sentença de Lubanga foi reduzida por seu bom comportamento, diante da incapacidade do promotor de revelar provas e por ter passado comunicados confusos para a mídia, segundo Fulford.

Estima-se que 60.000 pessoas foram mortas num conflito étnico na região de Ituri, no Congo, entre 1999 e 2003.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!