Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Estupros e violência doméstica mancham trabalho do Ministério da Saúde nas festividades do Dia da Família

As “súplicas” do Ministério da Saúde (MISAU), nas véspera do Dia da Família, no sentido de os pais e encarregados de educação protegerem as crianças contra eventuais predadores sexuais foram em vão. O número de vítimas de estupro e violência doméstica disparou na terceira semana de Dezembro, comparado com igual período do ano passado.

De 20 a 26 de Dezembro de 2015, houve registo de 55 casos de violação sexual, contra 79 este ano, segundo Elina Amado, diretora nacional adjunta de Assistência Médica. Trata-se de uma subida de 44%.

Relativamente à violência doméstica, o número de vítimas passou de 116, em 2015, para 136, neste ano. Os dados representam um aumento de 16%, comparativamente a igual período do ano transacto.

Entretanto, aquela instituição do Estado renovou, durante a apresentação do balanço das suas actividades no período acima indicado, o apelo aos pais e à sociedade em geral para que redobrem a atenção com as crianças.

Nas vésperas do Dia da Família, a diretora nacional adjunta de Assistência Médica lançou a seguinte súplica: “Pedimos que haja protecção das crianças e não podemos perpetuar estas situações [violações sexuais]”.

Na ocasião, a dirigente recordou que os casos de abuso sexual contra as meninas, de 2015 para 2016, aumentaram de 93 para 113.

Nesta terça-feira (27), ela voltou a lançar o mesmo apelo: “exortamos aos responsáveis pelas crianças para que, nesta época em especial, tenham maior controlo”, pois a o abuso sexual, por exemplo, tem consequências graves na vítima.

Contudo, os casos de pessoas envolvidas em acidentes viação e assistidas em diferentes unidades sanitárias do país reduziram em 12%. Ou seja, de 1.164, no ano passado, para 1.019, em 2016.

No total, os hospitais atenderam 4.584 pacientes, dos quais 26 perderam a vida.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!