Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Estrada Quelimane-Zalala estará interrompida por três meses

A estrada que liga a cidade de Quelimane, capital provincial da Zambézia, à zona turística da praia de Zalala numa extensão de cerca de 30 km, está interrompida a partir desta Terça-feira, 11 de Fevereiro, até Abril próximo.

Esta informação foi facultada pelo delegado da Administração Nacional de Estradas (ANE), Daniel Patel. De acordo com Patel, a interrupção desta via enquadra-se no projecto de reabilitação em curso que iniciou na praia de Zalala até ao posto administrativo de Maquival, numa extensão de 10 km.

Num outro desenvolvimento, o delegado da ANE na Zambézia acrescentou que a paralisação completa do trânsito visa a asfaltagem desta mesma via, dai que os utentes que pretendem ir a Maquival, estes sim, podem, mas não podem chegar à praia de Zalala, visto que é neste troço onde as obras vão decorrer.

Madal como alternativa

Entretanto, como se sabe que a única via mais rápida para se chegar a Zalala é esta que passa por Maquival, muitos utentes poderão passar por várias situações não boas, dai que de acordo com a Administração Nacional de Estradas foi já aberta a via que passa pela localidade da Madal, via praia das Gazelas até chegar à praia de Zalala para todos aqueles que queiram se fazer a aquele local de lazer.

Num outro passo, a ANE assegura que todas condições de transitabilidade nesta via que passa por Madal já foram criadas, não havendo assim motivos de alarme para os utentes.

Reabilitação no meio de murmúrios

Os utentes que usam constantemente aquela via para a praia de Zalala não se cansam de murmúrios. Dizem eles que a reabilitação deixa a desejar, porque segundo estas vozes, a empresa encarregue na reabilitação está a colocar areia vermelha por cima do antigo asfalto e isso indigna a muitos olhos.

Outra areia nos olhos

Se por um lado há vozes que lamentam a qualidade da obra embora não terminada, também para quem se faz à estrada começando do Cemitério da Saudade em Quelimane, pode se deparar com uma placa dando conta da obra.

Porém, a placa foi colocada sem datas concretas do início e término da obra. Refira-se que a reabilitação da estrada Quelimane-Zalala está orçada em 54 milhões de meticais, mas com este valor apenas estão a ser reabilitados 10 km, o que indigna a muitos cidadãos, visto que este dinheiro resulta das contribuições destes mesmos cidadãos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!