Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Estabelecimento comercial assaltado no T.3

Eram por volta das 23 horas, da quarta-feira, quando desconhecidos ainda a monte assaltaram um estabelecimento comercial algures no bairro T.3. Para lograr os seus intentos os assaltantes feriram gravemente o guarda de serviço na altura e, logo de seguida começaram com as suas cavalgadas.

Benjamin Sitoe, o guarda vitimado disse à nossa reportagem que os malfeitores teriam chegado por volta das 23 horas. “A primeira coisa que eles disseram foi que eu os entregasse as chaves do estabelecimento. Só que eu lhes disse que as chaves não ficam comigo, o patrão as leva à casa”, Conta, para depois acrescentar que aqueles gatunos não tardaram, “enquanto um me apertava o pescoço, outro me amarava as mãos”.

O velho Sitoe de 72 anos de idade, conta ainda que depois de ter sido imobilizado, os malfeitores arrombaram o estabelecimento comercial, do qual conseguiram apoderar-se de diversos produtos alimentares, bebidas alcoólicas e refrigerantes.

Os meliantes segundo conta a nossa fonte, para alem de levarem consigo diversos tipos de produtos, destruíram tantos outros no interior do estabelecimento.

Segundo o proprietário do estabelecimento comercial assaltado, ainda que seja prematuro tecer muitos pormenores, “a verdade é que os danos causados foram avultados. A perda estima-se em cerca de 8 mil meticais, mas esperemos fazer o levantamento dos danos causados, para falarmos com alguma substância”, Comenta.

António Pedro conta que desde que abriu aquele posto de vendas em 2003, esta é a primeira vez que algo do género acontece, “tenho um sistema de segurança um pouco seguro, para além do guarda que eu contratei para zelar pela segurança no meu estabelecimento comercial”.

A nossa fonte conta que esta incidente dá-se depois de há menos de duas semanas ter sido assaltado um outro estabelecimento próximo do seu.

“Estamos mal nesta zona, os malfeitores agora privilegiam assaltos a estabelecimentos comerciais, o que não acontecia há alguns anos atrás”, lamenta.

A nossa reportagem dirigiu-se à 5 Esquadra daquele bairro, para perceber das autoridades policiais a quantas vai a questão de segurança a nível do bairro T.3. O esforço encetado nesse sentido redundou num fracasso, alegadamente por que a pessoa responsável pela informação ou que lida com a imprensa não se fazia no local.

Refira-se que o bairro T.3 já há muito que se ressente da criminalidade, a tal ponto que não raras vezes os gatunos fazem as suas malicitudes à luz do dia.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!