Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Governo Argelino proíbe manifestações

As autoridades argelinas anunciaram a proibição das manifestações convocadas pela União Constitucional Democrática, previstas para sábado em Argel e Oran (segunda cidade do país) para exigir uma alteração do regime.

O ministro argelino do Interior, Dahou Uld Kablia, justificou a proibição do protesto na capital por motivos de segurança pública. «Existem imperativos de segurança. As manifestações em Argel correm o risco de criar desordem», disse o ministro, citado pela agência EFE.

Uld Kablia acrescentou que a decisão envolve quer a «protecção» dos próprios participantes, como a «protecção da cidade contra qualquer ameaça terrorista».

O ministro esclareceu que a decisão anunciada não estava dependente do estado de emergência, suspenso em 24 de Fevereiro pelo presidente Abdelaziz Buteflika após 19 anos em vigor, mas de uma outra disposição legal.

O governo argelino argumenta agora que as concentrações de rua na capital não são permitidas desde uma manifestação de protestos dos militantes berberes em Junho de 2001.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!