Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Diario X Jogos Africanos: Esfumou-se o sonho de medalha nos 91 quilos

Diario X Jogos Africanos: Esfumou-se o sonho de medalha nos 91 quilos

O pugilista ganês Amponsah Maxwell acabou _ qual Evander Holyfield, no crepúsculo do dia 6 de Setembro, com o sonho de Isac “Tayson” Dimande de chegar às meias-de-final nos pesos meio-pesados e, quiçá, às medalhas.

O combate decidiu-se no segundo assalto, quando o pugilista ganês, com um golpe, obrigou Dimande a recuar. Foi um cruzado que o moçambicano não esperava e que os juízos contaram para aumentar a vantagem de Amponsah na pontuação (8-3).

No primeiro assalto, Dimande manteve a contenda equilibrada e tentou aproveitar o “empurrão” das bancadas. Porém, Amponsah nunca se sentiu intimidado e saiu a vencer por um ponto (3-2).

O terceiro e último assalto serviu para Maxwell gerir e manter manter a vantagem e, por isso, evitou todos duelos que julgou desnecessários. Até porque tinha uma vantagem de cinco pontos que precisava de manter para continuar em prova. Se foi assim que pensou, melhor foi a execução: no derradeiro assalto o ganês consentiu apenas um ponto e arrecadou três (11-4).

No final, o público, sempre eufórico, aplaudiu o esforço de Dimande, a quem apelidaram de Tayson, mas só que desta vez se deparou com a reincarnação de Evander Holyfield.

Baptista Yaad também caiu

Se em cada dia de competição Moçambique só tinha consentido uma derrota, na última as coisas mudaram. Ou seja, à medida que o número de atletas reduz e vão ficando os melhores atletas do continente, a eficácia dos nossos atletas decresce. Tal como Dimande, Baptista Yaad (81 quilos) caiu diante do camaronês Adjoufou Donfack por quatro pontos (12-8).

O mal não dura para sempre

António Malie Vache continua imparável e já está nas meias-finais, na categoria dos 56 quilos. Numa fase em que não há adversários fáceis, Vache venceu categoricamente ao ugandês Atanas Mugerwa nos pontos (20-12).

Francisco Massitela, outro moçambicano vencedor, nos 69 quilos, vai disputar os quartos-de-final, depois de vencer o ruandês Theoneste Gakunzi por três pontos (14-11). O próximo combate de Massitela será com o queniano Rayton Okwiri no dia 7 de Setembro.

Guifutela Climaldo, nos 52 quilos, terá a difícil tarefa de ser melhor do que o mauriciano Gilbert Bactora, um adversário que todos pretendiam evitar. No entanto, o moçambicano terá algo a dizer quando o combate iniciar. Outro moçambicano que lutará pelo acesso às meias-de-final será Juliano Fernado Gento, com um adversário oriundo dos camarões.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!