Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Escolas com núcleos de inovadores em Nampula

No âmbito da implementação do programa de disseminação da ciência e tecnologia, foram já criados, em alguns estabelecimentos de ensino secundário da província de Nampula, oito núcleos de inovadores que estão a incentivar o espírito de investigaçao técnicocientífico dos alunos em várias disciplinas neles leccionadas, segundo informações que foram, recentemente, anunciadas pelo governo provincial.

 

 

Neste momento, os referidos núcleos funcionam nas escolas Secundária de Nampula, ADEMO, Nampaco, Teacane e Napipine, todas localizadas na cidade de Nampula, enquanto que no distrito de Nampula/Rapale as escolas abrangidas escolas do mesmo nível de ensino situam-se nas zonas de Namíta, Mirutho e da vila sede distrital.

Com a criação destes núcleos naquelas escolas, as autoridades governamentais da província acreditam que a iniciativa vai incentivar, principalmente, o espírito inovador dos alunos através da investigação técnica e científica nas várias disciplinas que são leccionadas naqueles estabelecimentos de ensino.

Aliás, este processo faz, também, parte das actividades que estão a ser levadas a cabo pelo governo, visando a melhoria da qualidade do nosso ensino.

Vamos continuar a instalar esses núcleos noutras escolas da província de Nampula, cujo programa já tem aderência dos alunos, disse um membro do governo.

O interlocutor salientou que a divulgação e promoção da ciência e tecnologia por parte do Centro Regional-Norte da Ciência e Tecnologia, baseado na cidade de Nampula, é um dos principais factores da aderência dos alunos aos referidos núcleos.

O centro tem vindo a realizar várias feiras de ciência, tecnologia e inovação em vários distritos de Nampula, que contam com muitos participantes. Até agora foram já abrangidos os distritos de Ribáué, Lalaua, Nacala-a-Velha, Moginqual e Moma.

Presentemente, decorre um programa denominado “Aluno na machamba do camponês” nos distritos de Angoche, Mogovolas, Mossuril, Ribáué, Lalaua, Monapo, Muecate, Meconta, Moginquel, Nampula/Rapale e Eráti.

O aludido programa está a ser implementado em coordenação com o Instituto de Investigação Agronómica de Moçambique, no âmbito da transferência de tecnologias agrárias, cujo objectivo principal é de incentivar o uso da ciência e tecnologias nos centros internatos como forma de ajudar na solução dos problemas de escassez de alimentos e o empobrecimento dos solos.

Para a concretização de projectos de investigação, têm vindo a realizar-se cursos sobre a metodologia de investigação, último dos quais decorreu, ainda neste semestre, na cidade de Nampula, com a participação de docentes universitários, investigadores de diferentes instituições de investigação de Nampula e Cabo Delgado.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!