Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Era uma vez, uma feira do livro em Maputo

Era uma vez

Decorre, a partir desta Sexta-feira, 20 de Abril, a III Feira do Livro de Maputo. O evento que terá lugar na FEIMA se enquadra nas festividades do 125º aniversário da capital moçambicana – que se assinalam a 10 de Novembro – associa artistas de diversas áreas culturais moçambicanos e estrangeiros.

A iniciativa organizada e levada a cabo pelo Grupo Culturando – que é constituído pelos directores dos Centros Culturais representados em Maputo, com destaque para a British Council, o Centro Cultural Americano, Centro Cultural Brasil-Moçambique, o Centro Cultural Franco-Moçambicano, o Instituto Camões-Centro Cultural Português, o Instituto Cultural Moçambique-Alemanha, incluindo as representações culturais das Embaixadas de Bélgica, Espanha, Itália e Suíça, e Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa – termina no próximo domingo, 22 de Abril.

No entanto, apesar de os objectivos da Feira do Livro de Maputo, serem os mesmos que das edições anteriores, mantêm-se ambiciosos: “comemorar o Dia Mundial do Livro, promover o gosto pela leitura, estimular e facilitar o acesso à aquisição de livros a preços promocionais”.

Como tal, durante os três dias em que o evento irá decorrer, se irá apresentar um programa paralelo com saraus de poesia, sessões de contadores de estórias, palestras, sessões de autógrafos, monólogos e outras actividades ligadas à divulgação da literatura e do livro em geral.

Na verdade, trata-se de um evento que apesar de ser multidisciplinar tem o livro como o principal atractivo. Por isso, o mesmo contará com a participação de alguns escritores internacionais, nomeadamente, Nii Parkes, (poeta/escritor do Reino Unido), Chris McIvor, (escritor Britânico de origem escocês) e a escritora brasileira Lúcia Rosa do Brasil.

Na mesma ocasião, a Feira do Livro de Maputo prestará homenagem ao Ano de Jorge Amado, aos 125 anos da cidade de Maputo, o que passa pela realização de debates alargados sobre a urbe, uma mostra fotográfica que revela o seu percurso histórico.

Refira-se que a Feira do Livro de Maputo conta com o patrocínio do Patrocínio do Conselho Municipal de Maputo e do Instituto Nacional do Livro e do Disco (INLD) e é produzida pela Naturalmente-Marketing Social, com a parceria do BCI.

Confira no cartaz da verdade online o vários eventos que vão acontecer nesta edição da Feira.

 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!