Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Depois de protestos, Rússia admite irregularidade no pleito regional

A Rússia admitiu, esta Quarta-feira, que houve algumas irregularidades nas eleições municipais realizadas, mês passado, no sul do país, vencida pelo candidato do governo, o que motivou uma onda de protestos.

As denúncias nas eleições para prefeito em Astrakhan tornaram-se o novo foco da oposição, que tenta recuperar o fôlego dos seus protestos depois da eleição de Vladimir Putin para a presidência, no início de Março.

A pacata cidade à beira do mar Cáspio ganhou destaque nas últimas semanas por causa das grandes manifestações contra a suposta fraude e duma greve de fome da candidata derrotada.

Quarta-feira, Vladimir Churov, principal autoridade eleitoral da Rússia, disse que houve de facto algumas irregularidades no pleito.

“Infelizmente, devo declarar que uma gravação de vídeo mostrou algumas reais violações dos procedimentos no manuseio de documentos depois do fechamento de secções eleitorais”, disse Churov à TV estatal Vesti 24. “Vamos examinar isso minuciosamente.”

Churov disse, no entanto, que não há evidências de fraudes suficientes para reverter a vitória do candidato governista Mikhail Stolyarov.

“No que eu vi, Segunda-feira à noite, não vi quaisquer factos de falsificações, como a mudança de cédulas duma pilha para outra, ou tentativas de colocar algo na urna transparente, e assim por diante, não houve nada disso”, disse Churov.

A candidata derrotada da oposição, Olga Shein, faz greve de fome junto aos seus partidários desde 16 de Março. Ela diz que só abandonará o protesto se a votação for repetida.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!