Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Empresários moçambicanos preferem “tugas”

Os empresários e investidores moçambicanos, conforme reconhecimento dos próprios, revelam “escassa inclinação” pelos seus congéneres sul-africanos como parceiros e sócios em negócios ou empreendimentos comuns.

O fenómeno é considerado um factor adicional da tendência que a política do Governo de Moçambique denota no sentido de privilegiar os investidores e empresários portugueses, também brasileiros, como parceiros nos projectos de desenvolvimento. Os empresários moçambicanos consideram-se “mais distantes” dos sul-africanos por razões de mentalidade e de procedimentos e de facilidade de comunicação.

Precisamente a componente da comunicação acaba alimentando sentimentos de ostracização, se se considerar que os sul-africanos designam, pejorativamente, os seus pares moçambicanos e angolanos de “makwero makwero”, corruptela de “quero quero”, sempre expresso pelos lusófonos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!