Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Empresários moçambicanos preferem “tugas”

Os empresários e investidores moçambicanos, conforme reconhecimento dos próprios, revelam “escassa inclinação” pelos seus congéneres sul-africanos como parceiros e sócios em negócios ou empreendimentos comuns.

O fenómeno é considerado um factor adicional da tendência que a política do Governo de Moçambique denota no sentido de privilegiar os investidores e empresários portugueses, também brasileiros, como parceiros nos projectos de desenvolvimento. Os empresários moçambicanos consideram-se “mais distantes” dos sul-africanos por razões de mentalidade e de procedimentos e de facilidade de comunicação.

Precisamente a componente da comunicação acaba alimentando sentimentos de ostracização, se se considerar que os sul-africanos designam, pejorativamente, os seus pares moçambicanos e angolanos de “makwero makwero”, corruptela de “quero quero”, sempre expresso pelos lusófonos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!