Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Empresa portuguesa interessada pela Mabor

A empresa portuguesa Camac Pneus manifestou interesse em adquirir a Manufactura de Borracha SARL (Mabor Moçambique). Segundo uma fonte do Instituto de Gestão de Participações do Estado (IGEPE), citada pelo diário privado “O País”, o acordo de aquisição da infra-estrutura, entre o IGEPE e a Camac Pneus, poderá ser firmado em Dezembro próximo.

 

 

Uma equipa da empresa portuguesa deslocou-se a Maputo a fim de se inteirar dos procedimentos necessários para a aquisição da concessão da fábrica e avaliar o estado do equipamento instalado.

A maquinaria existente na Mabor Moçambique deixou de funcionar há mais de dez anos e está obsoleta, segundo a mesma fonte. Entretanto, a fábrica (as infraestruturas) ainda existem aparentemente em boas condições, apesar de estar a degradar-se paulatinamente por falta de uso.

Do lado moçambicano, um grupo de técnicos deslocou-se a Portugal para acertar os pormenores do negócio. A fonte adiantou ainda que tudo indica que o negócio será fechado com sucesso, considerando os resultados das negociações iniciais e o facto de alguns funcionários da Camac Pneus terem estado vinculados à Mabor Moçambique.

O interesse de venda da Mabor pelo estado moçambicano vem de há três anos, mas nenhum investidor chegou a interessar-se, e o IGEPE estava a preparar o lançamento de um concurso internacional quando foi contactado pelo fabricante português.

A Mabor é uma das 131 empresas participadas pelo Estado moçambicano que estão paralisadas devido a diversas razões. A Mabor foi construída depois da independência, tendo sido inaugurada em 1979, altura que iniciou a sua produção.

Esta empresa começou a enfrentar uma crise que veio a ditar a sua falência há pouco mais de cinco anos. Durante os momentos áureos, a Mabor chegou a produzir mais de 800 pneus por dia.

Os pneus nacionais eram exportados para a África do Sul (35 por cento), Zimbabwe, Malawi, Zâmbia, RDCongo (ex-Zaire), Botswana e Namíbia, bem como para outros países do mundo.

Em 1995, a Mabor recebeu o Certificado de Qualidade DOT (Department of Transportation) dos Estados Unidos da América, o que contribuiu para melhorar a cotação internacional dos pneus desta empresa.

A Mabor possuía uma pequena fábrica de 23.000 metros quadrados, que produzia pneus para viaturas ligeiras, comerciais e pesadas, para tractores agrícolas, bem como câmaras-de-ar para toda a gama de pneus produzidos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!