Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

https://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.htmlhttps://www.petromoc.co.mz/Lubrificantes.html
Publicidade

Em criação equipa inter-institucional para combate erosão

O Ministério para a Coordenação da Acção Ambiental (MICOA) está a criar uma equipa técnica inter-institucional para identificar soluções para combate à erosão nas zonas costeiras de Moçambique, segundo revelou, na terça-feira, em Maputo, o director do Centro de Desenvolvimento Sustentável Para as Zonas Costeiras (CDS), Manuel Poio. 

Poio, que falava a jornalistas à margem do seminário de reflexão sobre os problemas da erosão no país, referiu que a equipa envolve os departamentos de pesquisa da Universidade Eduardo Mondlane (UEM), a maior e mais antiga instituição pública de ensino superior em Moçambique, a Universidade Técnica de Moçambique (UDM) e da Universidade japonesa de Ethime.

Em Moçambique, o fenómeno da erosão está a atingir contornos alarmantes nalgumas partes do país, e até ao momento têm sido tomadas medidas correctivas e não definitivas. A fonte reconheceu que o país ainda não encontrou soluções concretas para mitigar os problemas da erosão costeira. “Por isso, pretendemos estabelecer, em parceria com a universidade japonesa e outras instituições de ensino superior nacionais, acções de pesquisa aplicada orientadas a resolver problemas das comunidades que são afectadas pelas mudanças climáticas”, frisou.

De acordo com Poio, foram seleccionadas algumas áreas-piloto nos distritos de Chinde, província de Zambézia, Inhassoro e Vilankulo, província de Inhambane, e a cidade da Beira, em Sofala, para fazer o controlo e prevenção de erosão. “Estas zonas serão visitados pelos pesquisadores da equipa interinstitucional”, apontou. O interlocutor não avançou datas para o início das actividades, salientando que os trabalhos estão num estágio avançado. O seminário realizado na terça-feira em Maputo visava preparar um plano de acção para a identificação, medição e avaliação das causas e impacto costeiro em Moçambique.

O mesmo enquadra-se nos esforços desenvolvidos pelo MICOA com o objectivo de incentivar e promover pesquisas científicas para a identificação de técnicas de adaptação às mudanças climáticas e combate a erosão costeira.

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

error: Content is protected !!