Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Elefantes matam três mulheres e ferem duas crianças em Inhambane

Três mulheres foram mortas e dois menores ficaram feridos devido ao ataque de elefantes no posto administrativo de Zandamela, no distrito de Zavala, na província de Inhambane. Um dos menores que sobreviveu ao ataque chegou a ser enterrado até ao pescoço pelos paquidermes, todos machos.

Segundo o jornal Diário de Moçambique, que cita o Administrador do distrito de Zavala, Arlindo Maluleque,  os ataque aconteceram na semana, em dias diferentes. A primeira vitima foi atacada por volta das 11 horas da terça-feira (29), quando se cruzou com aqueles paquidermes nua mata onde ia procurar ervas medicinais para tratar o seu filho de 15 meses, que se encontrava doente.

“A mulher foi violentamente atacada por três elefantes até à morte. O bebé escapou mas foi enterrado até ao pescoço. Ele foi salvo por populares que iam seguindo as patas dos animais e o descobriram ainda com vida e levaram-no para hospital. Depois de observar, constatou-se que estava saudável apesar de ter sofrido algumas escoriações”.

Dois dias depois, na madrugada de quinta-feira (31) os paquidermes atacaram e mataram mais uma mulher no povoado de Matanato, quando esta se dirigia à machamba na companhia do seu filho de 4 anos. Mais uma vez a criança escapou embora tenha contraído ferimentos ligeiros na cabeça.

Na mesma manhã, no mesmo povoado, os elefantes atacaram e mataram um idosa.

Para além das vítimas humanas os elefantes mataram três bovinos e uma burra.

Face a estes casos a Direcção Provincial de Floresta e Fauna Bravia de Inhambane, decidiu mandar abater os três animais para amainar o terror que estavam a semear no seio da população.

Desconhece-se o local de proveniência dos elefantes porém acredita-se que tenham partido de algures no interior do distrito de Inharrime, uma vez que foram vistos pela primeira vez em Maculuva no limite entre os dois distritos do sul de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!