Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Edil da cidade de Maputo quer intensificar cooperação com Xangai

O presidente do Conselho Municipal da Cidade de Maputo, David Simango, disse sábado que quer elevar o acordo de cooperação com Xangai ao planeamento urbano, manifestando o desejo de que possa ser concretizado na urbanização de uma área a sul da capital moçambicana.

“O que nós gostaríamos era de trabalhar com os chineses, em particular com Xangai, na urbanização de uma zona nova da cidade de Maputo (em Catembe), que está para surgir nos próximos tempos”, afirmou David Simango, à margem de uma visita à Expo 2010, em Xangai, na China. Maputo e Xangai assinaram em 2002 um protocolo de cooperação que contempla, além de troca de delegações, intercâmbios entre os habitantes dos dois municípios e a vertente cultural, explicou o autarca.

“Agora queremos elevar para um nível de cooperação na área de planeamento urbano”, reiterou David Simango, que se encontra na capital financeira da China a convite do seu homólogo de Xangai para uma visita de trabalho que prevê reuniões de carácter político e técnico. “Basicamente, para avaliar o nível de cooperação entre os dois municípios, pensar nos programas dos próximos tempos”, referiu o responsável, acrescentando: “Nós queremos aprender muito do que os chineses fizeram, para que a nossa cidade também cresça de forma adequada do ponto de vista urbanístico”.

Considerando que a ambição de todos os povos é ter “Melhores Cidades, Melhor Qualidade de Vida”, o tema da Expo 2010, meta que se conquista “todos os dias”, David Simango manifestou-se convicto que Xangai pode ajudar nessa tarefa, mas não só. “Portugal também”, declarou, no final da visita ao espaço de Moçambique na Expo 2010. Moçambique apresenta-se na maior exposição universal de sempre com o lema “Melhor distrito, melhor vida” com um espaço onde uma “escola” e um “hospital” simbolizam os avanços do país na área da saúde e da educação.

Diversas fotografias mostram ainda a relação Maputo- Pequim, o investimento noutras infra-estruturas públicas e paisagens do interior e litoral do país, que marca a presença num pavilhão que reúne diversas nações africanas. (Redacção & LUSA)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!