Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Economia manteve-se estável em Nampula

A província nortenha de Nampula registou ao longo do ano que amanhã termina, um crescimento económico global estimado em 10,8 %, facto consubstanciado pelo incremento do volume de produção agrícola que suplantou, de longe, os cinco milhões de toneladas de produtos diversos, aliado a aceleração do ritmo de desenvolvimento de infra-estruturas sociais e económicas que se reflectem na melhoria do nível de vida das populações.

Estes dados sobre o balanço do desempenho do governo de Nampula, foram revelados pelo respectivo governador, Felismino Tocoli, que avançou que em termos de receitas para o ano económico transacto a província atingiu cerca de 80 por cento de nível de colecta ate finais de Novembro ultimo que estava fixada em 2.8 biliões de meticais.

Os vinte por cento em falta serão cumpridos porque é em Dezembro que várias receitas são pagas pelos contribuintes que desejam cumprir as suas obrigações com o fisco antes do encerramento do ano – ajuntou Felismino Tocoli.

Ao longo do ano findo cerca de 8.300 pessoas conseguiram emprego, sendo aproximadamente sete mil postos resultantes da implementação de 19 projectos do domínio da industriai, turismo, agro-industria e agricultura na zona económica especial de Nacala.

Felismino Tocoli, exaltou o facto de cerca de 600 milhões de meticais terem sido colectados ao longo do período em análise pelos produtores de culturas alimentares com destaque para o gergelim e feijões que registaram uma apreciação em termos de preços ao comprador superando na globalidade produtos de rendimento como tabaco e algodão.

Questionado como é que os indicadores supracitados se reflectem na melhoria da qualidade de vida da população da província, o governante não hesitou e disse que a construção de infraestruturas habitacionais a base de material convencional e misto, desenvolvem-se num ritmo acelerado o que espelha o incremento da capacidade de compra, em particular de materiais, não obstante terem registado subidas de preços, em particular o cimento.

As necessidades em termos de meios circulantes no caso vertente de veículos, motos e motorizadas cresceram nos últimos tempos o que influenciou o crescimento do parque automóvel na província consubstanciando que as pessoas estão financeiramente mais capazes para enfrentar novos desafios.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!