Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dois trabalhadores estrangeiros suspensos da Africom

Dois cidadãos de nacionalidade estrangeira foram suspensos por irregularidades laborais na empresa Africom, em Maputo, após um trabalho inspectivo na sequência de diversas denúncias públicas.

Trata-se de Sumi Senyal, de nacionalidade indiana, até à data da sua suspensão director de Recursos Humanos da firma, a quem recaiam, entre outras irregularidades, denúncias de assédio sexual a colegas, situação que, inclusive, deu lugar a um inquérito logo a seguir à denúncia, cujos resultados determinaram a sua exoneração, por parte da entidade patronal.

Enquanto isso, a cidadã portuguesa Gina Afonso dos Santos Inglês foi suspensa por se encontrar a exercer as actividades para as quais não tinha sido declaradas no acto da sua contratação na empresa, contrariando assim os nºs 4 e 5 do artigo 31, conjugados com o nº 1 do artigo 267, na sua c), ambos da Lei do Trabalho, facto que ditou a autuação da respectiva entidade empregadora, refere um comunicado de Imprensa do Ministério do Trabalho enviado ao @Verdade.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!