Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Docentes dizem-se lesados por procedimentos corruptos

Alguns docentes de estabeleci mentos de ensino no distrito de Muecate acusam a chefia dos serviços distrital de Educação, Juventude e Tecnologia daquele ponto da província de estarem a dificultar a concessão de bolsas de estudos.

Esta inquietação foi manifestada durante um encontro entre o governador da província com funcionários e agentes do Estado, havido recentemente naquele distrito. Os denunciaram disseram que viram as suas bolsas desviadas, a favor de seus colegas que se encontram a exercer as mesmas funções nos outros distritos há mais de cinco anos. Esta situação está a minar o funcionamento normal naquele sector, uma vez que os bolseiros não encontram explicações plausíveis sobre o facto.

Em contacto com a nossa reportagem, as fontes referiram-se, a título de exemplo, de um professor identificado pelo nome de Vicente Crispe, que beneficiou de uma bolsa de estudo contemplada ao distrito de Muecate, embora tenha sido transferido dali há mais de cinco anos. Isso confirma que, ao nível da direcção da nossa instituição, está instalado um sistema de corrupção que exige dos concorrentes o desembolso de determinados valores para acederem às referidas bolsas. Anotaram.

Segundo apurou Wamphula Fax, desde que arrancou o processo de concessão de bolsas de estudo aos professores naquele distrito, mais de 20 pedidos foram submetidos à direcção de Educação de Educação, Juventude e Tecnologias ao nível do distrito. Entretanto, o director do sector naquele ponto da província afastou a possibilidade de tal facto estar ligado a eventuais casos de corrupção, justificando que o processo depende da direcção da tutela ao nível da província. Conquanto sejamos responsáveis pela tramitação dos documentos, a disponibilização da bolsas aos distritos depende da Direcção Provincial, que, entretanto, não tem contemplado Muecate nos últimos tempos. Observou o director.

Entretanto, André Cizora, chefe de departamento dos Recursos Humanos na Direcção Provincial de Educação e Cultura, reconheceu que o distrito de Muecate tem sido o mais sacrificado na questão de bolsas de estudo, mas ressalvou que este ano serão contempladas algumas bolsas para os cursos de Física, Química, Desenho e Educação Física, alegadamente por se tratarem dos que dispõem de maior número de vagas e Muecate desfilar como o maior beneficiário

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!