Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Director da Electricidade De Moçambique-Quelimane diz que não comenta palavras de políticos

Esta terça-feira, aquando a sua chegada a capital provincial da Zambézia, Afonso Dlhakama, líder do partido Renamo, não poupou a empresa Electricidade de Moçambique (EDM), Área de Distribuição de Quelimane, por ter desligado as luzes na zona onde seus apoiantes o aguardavam.

Para Dlhakama, aquela atitude tomada pela EDM visa agradar o poder que nomeia os governantes das empresas, e neste caso, a EDM não foge a regra.

Agastado, o líder da Renamo diz que não percebe o porquê de terem desligado a iluminação pública na estrada e concretamente na zona onde os seus apoiantes estavam a cantar pacificamente.

“Isso é obra de pessoas que só vivem nas mãos do poder, por isso, quero apelar ao povo para não se intimidar com estas atitudes” – disse o líder da Renamo, perante seus apoiantes.

O que diz a EDM?

Citado pela Rádio Moçambique, o director da Electricidade de Moçambique, Área de Distribuição de Quelimane, Hermínio Lucas, disse que não comenta palavras dos políticos.

Mesmo assim, Hermínio não explica se houve avaria técnica que deixou metade daquela zona sem iluminação pública na tarde e princípio de noite da terça-feira, aquando a chegada do líder da Renamo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!