Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Alerta de cheias no rio Incomáti, sul de Moçambique

Alerta de cheias no rio Incomáti

A Direcção Nacional de Águas (DNA) apela às populações que vivem em zonas de risco ao longo da bacia do Incomáti, no sul de Moçambique, para se afastarem imediatamente delas, retirar os bens e equipamentos das zonas baixas e evitar a travessia do leito do mesmo rio, em resultado da subida dos níveis de água.

A DNA informa ainda que em virtude da ocorrência de chuvas fortes na região sul de Moçambique, assim como nos países vizinhos de montante, designadamente a África do Sul e a Suazilândia, a bacia hidrográfica do Incomáti regista aumento significativo do volume de escoamento.

Por isso, a estação de Ressano Garcia registou 10.40 metros na manhã desta quarta-feira (05), superando o alerta em 5.40 metros. “Este pico aproxima-se ao registado na cheia do ano 2000 que foi de 10.57 metros e superou o pico observado na cheia de 2011 que foi de 6.83 metros.”

Segundo um comunicado de Imprensa da DNA enviado ao @Verdade, nas próximas 48 horas, prevê-se que os níveis hidrométricos continuem a subir no Baixo Incamáti afectando os distritos de Magude e Manhiça, podendo igualmente condicionar a transitabilidade de vias de acesso: Moamba–Magude, Moamba-Tinonganine, Moamba-Sábie, EN1-Ilha Josina Machel, Marragra-Calanga e EN1 nas baixas de 3 Fevereiro.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!