Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Bacias do Umbeluzi, Maputo, Incomáti e Limpopo em alerta de cheias

Bacias da região sul de Moçambique mantêm níveis de alerta

A Direcção Nacional de Águas (DNA) indica que, nas próximas 48 horas, na região sul do país, as bacias do Umbeluzi, Maputo, Incomáti e Limpopo poderão registar oscilações de níveis hidrométricos com tendência de subir, podendo a bacia do Incomáti atingir o alerta em Magude (E43), em virtude das chuvas que tem vindo a se registar a montante e no território nacional.

Entretanto, as restantes bacias hidrográficas do país poderão registar oscilações de níveis com tendência abaixar. Mesmo assim, a DNA recomenda a população ribeirinha e a sociedade em geral para observância de medidas de precaução, evitar a travessia dos rios, devido a forte corrente de água nas bacias do UMBELÚZI, NCOMÁTI, PÚNGUÈ, ZAMBEZE, LICUNGO, LUGENDA, e MESSALO.

Para a bacia do INCOMÁTI, apela-se a população vivendo nas zonas propensas a inundações para afastarem-se das zonas de risco com destaque para os distrito de Moamba (Chivonguine, Maxia, Daimane, Loisiveve, Nhoquene, Pondzene), Magude (Chicha, Heróis Moçambicanos, Muchapo, Bairro 111, Bairro 141, Mucumbalano, Bobi, Munguiguana, Bairro5, Mulemane, Chicotso e Sambo) e Manhiça (Xinavane, Calanga, Magavilana, Chichongue, Bairro 171, Hunihana, Nanja, Chimovana, Macia-Maragra).

A DNA informa igualmente que a circulação rodoviária entre Moamba-Magude, Maomba-Tinonganine, Moamba-Sabie, EN1-Ilha Josina achel, Maragra-Muchude, Maragra-Calanga e EN1 na baixa de 3 de Fevereiro poderá ser condicionado.

Nas últimas 24 horas a rede nacional de observação hidro-climatológica registou precipitação, com destaque para as bacias do Umbeluzi em Goba (47.0mm) e Barragem dos Pequenos Libombos (43.4); Maputo em Madubula 23.3mm); Incomáti em Ressano Garcia (110.3mm), Barragem de Corumana (36.8) e Sábie (22.5mm).

Igualmente, houve registo de precipitação a montante das bacias partilhadas com os países vizinhos. Na sequência das chuvas que ocorrem na região Sul do país e nos países vizinhos (República da África do Sul e Swazilândia), a bacia hidrográfica do Incomáti regista elevado volume de escoamentos, tendo a estação de Ressano Garcia registado nível de 10.45 metros às 11 horas de 05/03/2014, contra 3.50 do dia anterior, superando o nível do alerta em 5.45 metros.

A bacia do Umbeluzi atingiu o alerta em Goba, sendo que a tendência é de subir. A bacia do Limpopo em Pafúri regista oscilação de níveis com tendência a subir, face ao escoamento proveniente dos países vizinhos (África do Sul e Zimbabwe), entretanto mantém-se abaixo do alerta.

Na região Centro, na bacia do Zambeze, as estações de Caia e Maromeu mantêm-se acima do nível de alerta com tendência estacionário. A bacia do Púnguè em Mafambisse regista níveis oscilatórios com ligeira tendência de baixar, mantendo o nível acima do alerta.

Na região Norte, as bacias do Rovuma (rio Lugenda em Congerenje), Messalo em Miangaleua e Nairoto, continuam a registar descida gradual dos níveis, entretanto, mantêm-se acima do nível de alerta. As restantes bacias hidrográficas do país registam níveis oscilatórios, mantendo-se abaixo do alerta.

Enchimento das principais albufeiras

Na região Norte, a barragem de Nampula regista volume de armazenamento de água situando-se a 100%. A barragem de Nacala regista aumento do volume de armazenamento de água, situando-se a 35%.

Na região Centro, a barragem de Cahora Bassa regista volume de armazenamento de água na sua Albufeira em cerca de 69%, sendo que as descargas para a produção de energia eléctrica, situam-se na ordem de 1.900m3/s.

Para a região Sul, as barragens de Massingir, Pequenos Libombos e Corumana registam volume de armazenamento de água nas suas Albufeiras na ordem de 72%, 82% e 81%, e as descargas situam-se em cerca de 30m3/s e 4m3/s, respectivamente.

Chuvas intensas na região sul

Nas últimas 48horas, houve registo de precipitação intensa nas bacias do Maputo, Umbeluzi lncomáti, no territórrio nacional, bem como nos países  a montante, com valores acumulados de 180.8 mm na bacia do lncornáti em Ressano Garcia, 39.1 mm na bacia do Maputo em Madubula, e 89.0 mm na bacia do Umbeluzi em Goba.

Relativamente ao território sul-africano, houve precipitação acumulada de cerca de 300 mm durante cerca de 36 horas. Em consequência desta precipitação verifica-se uma subida considerável dos níveis de água em todas as principais estações hidrométricas da Bacia do Incomáti em Moçambique.

Durante as próximas  48 horas há possibilidade de inundações nas baixas  dos distritos de Moamba, Magude e Manhica, nomeadamente aldeias de Chivonguine, Losiviveve, Nhoquene, Pondzene, Muxia, aldeias nos distritos de MagudeTinonganine, Chicha, Heróis Mocambicanos, Muchapo, Bairro 111, Bairro 141, Mucumbalano, Bobi, Munguiguana, Bairro 5, Mulemane.

Há ainda possibilidade de inundações nso distritos de Manhiça 3 de Fevereiro, Xinavane, Incoluane,Ilha Josina Machel, Maragra-Sede, Calanga, Mangavilana, Chichongue, Bairro 171, Hunihana, Nanja, Chimovanae Maciana-Sede e nas Estradas:  Moamba-Magude, Moamba-Tinonganine, Moamba-Sabie, EN°1-Ilha Josina Machel, Maragra-Machude e EN°1 entre a baixa 3 de Fevereiro e Incoluane.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!