Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Diarreias agudas voltam a assolar Mecanhelas

Semanas após o distrito de Mecanhelas, na província do Niassa, ter sido assolado pela cólera que contaminou 175 pessoas, das quais pelo menos três morreram, está novamente em alerta por conta da eclosão de diarreias agudas acompanhadas de vómitos na região malawiana de Ngota-Ngota, que faz limite com aquela jurisdição moçambicana.

Em Mecanhelas vivem 261.332 habitantes, por isso tem estatuto de segundo maior distrito mais populoso do Niassa, atrás de Cuamba, e apresenta uma das maiores taxas de natalidade em Moçambique, em que em média uma família é composta por oito pessoas. O acesso à água potável é um calvário, a par do que ocorre noutros pontos do país.

Pedro Gouveia, director dos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Acção Social em Mecanhelas, disse que foi instalado um posto de controlo na zona de Chissaua, que faz limite com o Malawi, como forma de evitar a propagação da doença para o interior do distrito, segundo a Rádio Moçambique (RM).

Nos primeiros dois meses deste ano, Mecanhelas registou mais de 1.400 casos de diarreia, 985 em igual período do ano passado.

Naquele distrito, o acesso ao líquido precioso é deveras crítico no povoado de Ziranguane, onde os habitantes percorrem mais de nove quilómetros para encontrar uma fonte de água mais próxima.

Para inverter tal cenário, que constitui um dos factores de eclosão de doenças resultantes da falta de observância de higiene individual e colectiva, o governo local pretende abrir, em parceria com Water Aid, 25 fontes de água e reabilitar outras 30.

Espera-se que 16.600 pessoas beneficiem desta medida nas localidades de Mepanhira, Chissaua Entre-lago e o posto administrativo de Chiúta, de acordo com Benvindo Mole, director dos Serviços Distritais de Planeamento e Infra-estruturas em Mecanhelas, em declarações à RM.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!