Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Dhlakama : ameaças e proibições

Ao que tudo indica, parece mesmo que Afonso Dhlakama está dando tiros ao seu próprio pé. Ainda com as supostas manifestações na gaveta, o líder da Renamo vai se fazendo ouvir quando e como quer. E para não deixar de ser, Afonso Dhlakama, já vê os deputados da Renamo eleitos pelo círculo eleitoral da Zambézia, como os maiores traidores a sua confiança.

Dai que já tomou uma decisão de proibir os mandatários do povo eleitos pelos zambezianos a regressarem a casa, depois de mais uma sessão da Assembleia da República (AR) terminada na semana passada. Uma fonte bem colocada na Renamo afiançou-nos que os deputados que fazem parte do Círculo Eleitoral da Zambézia, principalmente os que tomaram posse a revelia das ordens do líder da Renamo, Afonso Dhlakama no inicio da presente sessão parlamentar, estão proibidos de regressar a sua província de origem para trabalhos parlamentares.

Nesta lista de proibidos, consta o nome do segundo vice-presidente da AR por parte da Renamo, Viana Magalhães, que também tomou posse a revelia das ordens do líder. Ainda de acordo com a mesma fonte que nos facultou esta informação, a decisão de não regresso a casa foi comunicada aos deputados da Renamo pelo Secretário-geral daquela organização, Issufo Momade, que na ocasião se fazia acompanhar pelo Chefe da Mobilização e Propaganda, Armindo Milaco e elementos da segurança do partido.

O Secretário Geral daquele partido, segundo confidenciou do nosso informador, teria afirmado na ocasião que o partido Renamo, não se responsabilizava pela vida e muito menos pela segurança daqueles deputados que desafiassem a directiva partidária.

DESOBIDIENTES NO OLHO DA RUA

Os afastamentos dentro do partido Renamo, já são vício. Quem desafia o líder, está sujeito a caminhar sozinho. A fonte que temos vindo a citar, foi mais longe ao afirmar que alguns deputados estão no olho da rua, ou seja, poderão correr o risco de serem afastados como aconteceu com Daviz Simango e outros.

De acordo ainda com esta fonte, está prevista para o próximo sábado uma reunião da cúpula daquele partido com o propósito de afastar da Renamo alguns deputados, considerados mentores da desobediência a directiva emanada pelo líder do partido.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!