Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Detidos sete tanzanianos na posse de 500 Kg da pedra preciosa em Manica

A polícia moçambicana deteve sete pessoas na posse de 500 quilos da pedra preciosa corundum no Chimoio, província de Manica, que se destinavam ao contrabando, disse esta sexta-feira uma fonte da corporação. O corundum é o segundo mineral mais duro conhecido pela ciência, depois do diamante.

Segundo a polícia, as pedras preciosas, colocadas em sacos de arroz e apreendidas no interior de uma residência no bairro 7 de Setembro, arredores de Chimoio, seriam transportadas para a província de Nampula (norte), para depois serem traficadas para o exterior. “Detivemos sete estrangeiros ilegais da Tanzânia com 500 quilos de pedras preciosas. O grupo está há nove meses na província de Manica e supõe-se que se dedicava à compra de minerais para contrabando”, disse à agência Lusa Belmiro Mutadiua, porta-voz do comando da polícia em Manica.

Esta apreensão faz aumentar para uma tonelada o corundum apreendido no último mês pela polícia de Manica. A primeira apreensão, de 500 quilos, ocorreu em Guro. O corundum está a “saque” em várias minas do distrito de Macossa, norte de Manica, sendo extraído de forma ilegal.

Belmiro Mutadiua disse que os detidos serão levados a tribunal, sendo que os processos já estão em curso, e a pedra preciosa apreendida encaminhada para o Fundo de Fomento Mineiro (FFM), ligado ao Ministério dos Recursos Minerais, que promove a extração mineira de Moçambique.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!